Estatísticas do Registro Civil

Cresce proporção de mulheres que tiveram filhos após os 30 anos

Editoria: Estatísticas Sociais | João Neto | Arte: Helena Pontes e Marcelo Barroso

31/10/2018 10h00 | Atualizado em 10/05/2019 16h15

A mãe tinha 30 anos ou mais em 35,1% dos nascimentos registrados em 2017 - Foto: Licia Rubinstein/Agência IBGE Notícias

Dados da Estatísticas do Registro Civil, divulgados hoje pelo IBGE, revelam que dos 2,86 milhões de nascimentos registrados no Brasil em 2017, em 35,1% dos casos a mãe tinha 30 anos ou mais de idade na ocasião do parto. O resultado confirma a tendência de crescimento da proporção de mães nesse grupo de idade. Em 2007, por exemplo, a participação de mulheres nessa faixa etária foi de 25,7% e em 2016, cresceu para 33%.

“Os dados nos mostram que as mulheres vêm adiando a maternidade porque a proporção de mães que tiveram filhos na faixa dos 20 anos ou menos vem caindo gradativamente. A mulher também vem se casando mais tarde, o que colabora para o crescimento da taxa de fecundidade em mulheres após os 30 anos de idade”, explica a gerente da pesquisa Klivia Oliveira.

Em comparação com 2016, o ano de 2017 apresentou crescimento de 2,6% no número de nascimentos ocorridos e registrados no ano, porém ficou abaixo dos totais de 2014 e 2015. No entanto, o total de nascimentos pode ser maior, pois a pesquisa só contabilizou aqueles que já tinham sido oficializados em cartório.

#praCegoVer Infográfico com o número de nascidos do Brasil, com ênfase na idade das mães

Veja mais notícias sobre as Estatísticas do Registro Civil

Casamentos que terminam em divórcio duram em média 14 anos no país

Mortes violentas atingem até 11 vezes mais homens que mulheres jovens