Revista Retratos

À beira-mar

Editoria: Revista Retratos | Marcelo Benedicto e Mateus Boing

27/12/2017 09h00 | Atualizado em 12/07/2019 11h15

No Brasil, a ocupação em larga escala da faixa costeira gera problemas urbanos e ambientais geralmente associados às metrópoles ali situadas. O crescente número de turistas atraídos pelas belezas naturais abundantes nesse mesmo litoral, como praias de águas transparentes sob um céu azul iluminado pelo sol, também pode trazer prejuízos. É o que acontece em municípios como Cabo Frio e Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro, e Balneário Camboriú e Itapema, em Santa Catarina - quatro cidades que apresentaram grande crescimento populacional e aumento de domicílios de uso ocasional (usados para descanso de fins de semana, férias ou outro fim). Porém, apesar das críticas a determinados aspectos do turismo, ele também é reconhecido como elemento fundamental para a economia desses municípios costeiros, os quais a equipe da Retratos visitou para conferir de perto os impactos dessa atividade.
No vídeo, o fotógrafo Warley de Souza, em Cabo Frio, e o agente de turismo Ronaldo Fialho, em Arraial do Cabo, contaram para nossa equipe como é sentir na pele as mudanças de cenário em cidades antes dominadas pela natureza e agora tomadas por turistas e empreendimentos imobiliários. Confira a matéria de capa completa na Revista Retratos nº 5