05/11/2018 | Última Atualização: 06/11/2018 09:54:44

Educação

Informações do IBGE são destaque no Enem 2018

Editoria: IBGE

O IBGE foi citado como fonte para a elaboração da redação e de três questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018, que mobilizou cerca de 4,1 milhões de estudantes no último fim de semana. Para a redação, que teve como tema a “manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”, a prova trouxe como motivação aos candidatos informações sobre acesso à internet, à televisão e posse de celular, que foram divulgadas este ano pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua.

#praCegoVer
Enem 2018 - Prova Amarela - Texto III da redação (reprodução)
#praCegoVer
Enem 2018 - Prova Amarela - Pergunta 21 (reprodução)
#praCegoVer
Enem 2018 - Prova Amarela - Pergunta 50 (reprodução)
#praCegoVer
Enem 2018 - Prova Amarela - Pergunta 73 (reprodução)

O instituto também foi citado nas seções de Linguagem e de Ciências Humanas do Enem. A questão número 21 (prova amarela) citava a reportagem “Quando rotas se tornam arte”, publicada na Retratos, a revista do IBGE, sobre um artista canadense que utiliza o GPS (Global Positioning System) para criar suas obras. Ainda na temática geográfica, a questão 50 (prova amarela) fez referência ao artigo “Vegetação e o uso da terra no planalto central”, publicado na Revista Brasileira de Geografia, do IBGE, que está disponível, gratuitamente, em nossa Biblioteca virtual.

O editor da Retratos, Marcelo Benedicto, lembrou que o conteúdo da revista já vinha sendo utilizado por vários professores, em sala de aula. Para ele, a presença do IBGE no Enem é motivo de orgulho, pois está de acordo com nossa missão institucional, de oferecer informações para o conhecimento da realidade brasileira e para o exercício da cidadania: “valorizo muito a qualidade das provas do Enem. A Retratos lá é sinal de que estamos chegando perto desse público, de que estamos com um material adequado e no caminho certo”.

Já na questão 73 (prova amarela), foi apresentada uma série histórica de 1996 a 2014 com a participação percentual do extrativismo vegetal e da silvicultura no país, proveniente da pesquisa da Produção da Extração Vegetal e Silvicultura, cuja última versão, com informações de 2017, foi divulgada em setembro deste ano.


Repórter: Pedro Renaux
Imagem: Stephen Lund (GPSdoodles.com)