Nossos serviços estão apresentando instabilidade no momento. Algumas informações podem não estar disponíveis.

Parceria institucional

IBGE e TSE tratam dos desafios para a realização do Censo e das Eleições 2022

Editoria: IBGE

30/03/2022 14h00 | Atualizado em 30/03/2022 16h47

Presidente do TSE e do IBGE se encontraram nesta terça (29), em Brasília - Foto: Antonio Augusto/Secom-TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, recebeu nesta terça-feira (29) o presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto. Na pauta: os desafios para a realização, em 2022, das Eleições Gerais e do Censo Demográfico do Brasil; a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD); e o fechamento do cadastro eleitoral, após 4 de maio.

Segundo Fachin, as Eleições e o Censo trazem interesses importantes para o Brasil, tanto para revelar um retrato mais atual da população quanto para garantir a democracia. “TSE e IBGE trabalham numa via de reciprocidade, no mesmo campo dos deveres cívicos”, disse.

Ao destacar que serão mais de 200 mil recenseadores nas ruas para o levantamento, que vai de agosto a outubro, Rios Neto ressaltou o papel de guardião do sigilo estatístico que cabe ao Instituto.

O presidente do IBGE também elogiou as medidas implementadas pelo TSE para a organização e a realização segura do pleito municipal de 2020 em plena pandemia de covid-19. “A comunicação para as eleições e as parcerias feitas pelo Tribunal são o maior case de sucesso que já vi. O sucesso das eleições certamente é fruto dessas ações, e temos muito a aprender com elas”, afirmou.

O ministro Fachin frisou que, graças às providências adotadas, a Justiça Eleitoral chegou ao final do pleito passado com bons resultados. “O que nos deixa orgulhosos”, ressaltou, explicando as principais etapas para a realização da eleição, com a definição da data da votação daquele ano a partir da curva descendente da pandemia.

“Estabelecemos parcerias com a iniciativa privada, Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e empresas de logística, entre outras, para a doação e a distribuição de itens de segurança”, citou.

Ao finalizar o encontro, Fachin lembrou que a responsabilidade do Censo é para toda a sociedade, e colocou o Tribunal à disposição para apoiar no que for necessário.

O presidente do IBGE esteve acompanhado no encontro pelo diretor de Pesquisas do Instituto, Cimar Pereira, e por Sinval dos Santos, assessor. Por parte do Tribunal, também participaram: o diretor-geral, Rui Moreira; a secretária-geral, Christine Peter; a assessora chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Andreza Maris; a juíza ouvidora, Larissa Nascimento; e a secretária de Comunicação e Multimídia, Giselly Siqueira.

Fonte: Secretaria de Comunicação e Multimídia do TSE