Nossos serviços estão apresentando instabilidade no momento. Algumas informações podem não estar disponíveis.

Censo 2022

IBGE e INSS fazem acordo para funcionamento de postos de coleta do Censo

Editoria: IBGE

14/03/2022 10h00 | Atualizado em 15/03/2022 08h43

Cessão de salas e equipamentos estão entre itens do Acordo de Cooperação Técnica - Foto: Divulgação/INSS

As agências do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) serão parte das ações para a realização do Censo Demográfico 2022. O Acordo de Cooperação Técnica assinado na semana passada (10), entre o INSS e o IBGE, vai possibilitar a cessão de salas para a instalação de postos de coleta do Censo 2022.

Os postos de coleta são unidades de trabalho temporárias que servem de base para recenseadores e seus supervisores nas atividades de suporte, gerenciamento das informações e controle da coleta de dados. A escolha do INSS como parceiro para o Censo 2022 se deve ao fato de sua presença em mais de 1,5 mil municípios.

Acordo foi assinado pelo presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto - Foto: Divulgação/INSS

"A parceria do INSS com o IBGE, disponibilizando postos de coleta para a realização do Censo Demográfico 2022, confirma a capilaridade destas duas instituições no território brasileiro. São as chamadas veias abertas para a captação da informação relativa à população brasileira", afirmou o presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto.

No momento, os gerentes-executivos do INSS estão avaliando a capacidade de cada agência para receber os postos de coleta. A previsão é de que, até maio, as unidades viáveis já estejam definidas. Além do espaço físico, as agências cederão móveis e equipamentos.

Os presidentes selam o acordo com um aperto de mão. À esquerda deles, Sinval Santos e Cimar Azeredo: assessor e diretor do IBGE, os dois articularam a parceria a favor do Censo - Foto: Divulgação/INSS

A parceria não prejudicará o atendimento aos segurados, e a rotina das agências seguirá normal. “É fundamental dizer que o fato de cedermos o espaço para o IBGE não acarretará impacto no dia a dia, no desenvolvimento de nosso trabalho, até porque as agências servirão apenas de apoio ao Censo”, destacou o presidente do INSS, José Carlos Oliveira.