Nossos serviços estão apresentando instabilidade no momento. Algumas informações podem não estar disponíveis.

Censo 2022

Presidente do IBGE segue em 'maratona' pelo Censo 2022

| Redação/SDIs | Arte: Helga Szpiz

03/03/2022 11h20 | Atualizado em 03/03/2022 15h38

Desde o primeiro teste do Censo Demográfico 2022, em setembro do ano passado, na Ilha de Paquetá (Rio de Janeiro), o presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto, segue em viagens de trabalho pelo Brasil. O objetivo é conhecer mais de perto as realidades das Unidades Estaduais (UEs) do Instituto, de modo a ajustar necessidades da operação censitária, especialmente nas Agências (568 em todo o país). Com esse espírito, o presidente do IBGE busca reforçar junto aos servidores e à sociedade a importância da coleta domiciliar, que começa em 1º de agosto.

Mais de 30 agências foram visitadas até agora, num giro por onze estados – Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia, Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraíba – além do Distrito Federal. “As agências são as veias abertas do IBGE. É lá que o IBGE se faz”, afirmou Rios Neto nas visitas para frisar a importância do trabalho de cada agência. E a “caravana pessoal” do presidente não para. Esta semana, Rios Neto estará também no Ceará e no Piauí.

Visita do Presidente ao Rio de Janeiro. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente ao Paraná. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente a Minas Gerais. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente a Bahia. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente a Alagoas. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente a Pernambuco. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente a Paraíba. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente ao Rio Grande do Norte. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente ao Distrito Federal. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente ao Rio Grande do Sul. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente a Santa Catarina. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente ao data center de São Paulo. Foto: Acervo IBGE
Visita do Presidente ao data center de São Paulo. Foto: Acervo IBGE

A experiência começou por via marítima, já em setembro de 2021, quando o presidente visitou diversas vezes a ilha carioca de Paquetá, local escolhido para o primeiro teste de coleta do Censo 2022. Além de acompanhar presencialmente os trabalhos, que duraram cerca de 60 dias, Rios Neto firmou acordos com o secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, e o subprefeito do bairro, Rodrigo Toledo.

Em novembro do ano passado, foi a vez de acompanhar o teste nacional do Censo 2022, realizado simultaneamente em 27 localidades do país. O presidente iniciou a semana no Paraná, passou pela Bahia e Minas Gerais e encerrou a "maratona" visitando quatro estados do Nordeste: Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

No município menos populoso do Paraná (Jardim Olinda, com pouco mais de 1,3 mil habitantes), Rios Neto deu a largada para a coleta-teste, na presença de autoridades municipais e do chefe da Unidade Estadual (UE/PR), Sinval Dias dos Santos. Antes do lançamento, o presidente passou alguns dias no estado, conhecendo as agências do Instituto em Umuarama, Cianorte, Maringá, Colorado, Apucarana, Arapongas e Londrina. Em todas as visitas, além de observar a infraestrutura e a rotina de trabalho, conversou com os servidores e apresentou o plano de trabalho do IBGE para 2022.

Em sua terra natal, Belo Horizonte (MG), Rios Neto visitou o bairro Minas Brasil, onde o teste do Censo foi realizado. Acompanhado do diretor de Pesquisas do IBGE, Cimar Azeredo, e do diretor de Geociências, Cláudio Stenner, também pôde observar as visitas dos recenseadores e conversar com moradores. Ainda na capital mineira, manteve reunião com a chefe da UE/MG, Maria Antônia Esteves, e com supervisores e coordenadores estaduais do Censo.

Giro pelo Nordeste

Numa primeira etapa do seu giro ao Nordeste, o presidente fez sua primeira visita à UE/BA, fechando parceria com o prefeito de Salvador, Bruno Reis. O acordo vai garantir o acesso do IBGE a informações do cadastro do Sistema Único de Saúde (SUS) da capital baiana. Atualizado por conta da campanha de vacinação contra a Covid-19, o banco traz um dado precioso para o Instituto: números de telefones associados a endereços. Também em Salvador, Rios Neto compareceu ao local do teste de coleta, o bairro de Amaralina. Foi recebido por recenseadores e supervisores, ao lado do chefe da UE/BA, Artur Ferreira Filho, do chefe-adjunto e gerente de Planejamento e Gestão, André Urpia, e da coordenadora de Divulgação do Censo, Mariana Viveiros.

Dando sequência à viagem pelo Nordeste, numa segunda etapa, Rios Neto esteve em Alagoas. Em visita à Agência Porto Calvo, conversou com a equipe no auditório. Para dar vazão a todos os interessados, respeitando os protocolos de saúde que ainda não permitiam aglomerações, a reunião também foi transmitida via internet. O chefe da UE/AL, Alcides Tenorio, lembrou que a última visita de um presidente do IBGE a Alagoas ocorreu em 2012, e destacou a importância da presença de um líder à frente das equipes.

Pernambuco foi a terceira parada da viagem pelas unidades estaduais da região. Ali visitou outras Agências (como Escada, Carpina e Timbaúba) e novamente fez palestra online para os servidores, onde destacou que todos os temporários e efetivos estão unidos pelo sentido de pertencimento ao IBGE. “Para mim, existe um tripé, composto pelos servidores permanentes, os APMs e os censitários. Todos os que têm Siape do IBGE, são ibgeanos, sem distinção”, comentou Rios Neto. A visita ao distrito de Macujê, onde foi realizado o teste do Censo, também fez parte da agenda, na companhia do chefe da UE/PE, Gliner Alencar.

Mais adiante, a escala foi em João Pessoa. Numa manhã de sol típica da cidade, Rios Neto fez palestra a funcionários da UE/PB, sendo recebido pelo gerente de planejamento e gestão, Pierre Sales, o coordenador operacional do Censo 2022 no estado, Francisco Eugênio, e pelo chefe da Unidade, Roberto Salgado Beato. No dia seguinte, o presidente foi até Capim, município escolhido para aplicação do teste do Censo, onde visitou o posto de coleta e conversou com os servidores que participavam da operação.

No Rio Grande do Norte, o presidente compareceu a um encontro com servidores organizado pelo chefe da UE/RN, Damião Ernane, e pela equipe local do Censo Demográfico.

A maratona de viagens foi retomada em dezembro, quando Rios Neto manteve compromissos em Brasília. Anteriormente, o presidente já havia visitado o posto de coleta de Samambaia, em novembro, por ocasião do teste no DF. Na capital federal, conversou com equipes de quatro agências, abordando temas importantes para o órgão, como a necessidade de concursos para reposição dos quadros temporários e permanentes, os desafios do Censo e a importância dos protocolos sanitários de saúde e a relevância do trabalho presencial para o levantamento dos dados estatísticos. Um pouco antes, a reunião de trabalho contou com a presença de toda a equipe gerencial, capitaneada pelo chefe da UE/DF, Silvio Rogério Potier dos Santos.

Rumo ao Sul

Inaugurando o ano do Censo 2022, Rios Neto rumou para o Sul do país. Nos dias 7 e 8 de fevereiro, esteve no Rio Grande do Sul, onde se reuniu com a Coordenação do Censo 2022 e com as Supervisões. Na sede da UE/RS, conversou com servidores da Casa. Na ocasião, o presidente fez questão de enfatizar sua experiência como professor universitário e como diretor de Pesquisas do Instituto. O presidente ainda visitou as Agências de Porto Alegre, Canoas e Osório e depois seguiu viagem até Torres, onde uma equipe o aguardava para levá-lo a Santa Catarina.

O roteiro subiu o litoral catarinense, visitando as agências de Criciúma e Araranguá. Também houve reunião em Florianópolis, na qual Rios Neto manteve o bom humor. “Falar ‘mineirês’ de máscara é difícil”, disse o presidente, para mais de 20 ibgeanos presentes na UE/SC, entre representantes de cada Coordenação estadual e servidores do gabinete, na presença do chefe da Unidade, Roberto Kern Gomes, e seu substituto, Guilherme de Barros Simões Coelho. O presidente se apresentou como um servidor público federal que manteve carreira autônoma de professor na UFMG. Mestre em economia e doutor em Demografia, se disse atualmente um “ibgeano com Siape”, com passagem como diretor pela Diretoria de Pesquisa (DPE) antes de assumir a presidência do Instituto.

Um dos pontos altos da viagem foi a visita à agência de Araranguá, município 218 km ao sul de Florianópolis. Lá, o presidente conheceu Amilton Marinho Machado, um ibgeano com mais de 40 anos de casa, 34 deles na chefia da agência local, fundada em 1937.

No último dia 15, o presidente cumpriu agenda oficial em Brasília. Encontrou-se com o secretário-executivo do Ministério da Cidadania, Luiz Galvão, o assessor especial de Assuntos Estratégicos, Ronaldo Vieira Bento, e com o secretário de Avaliação e Gestão da Informação, Ronaldo França Navarro. No dia seguinte, viajou para São Paulo, para reunião na Agência Osasco, seguindo para São José dos Campos e, depois, Taubaté. Saindo do interior paulista para a capital, Rios Neto reuniu-se com a Direção da UE/SP e Coordenações Estaduais do Censo 2022 no estado em conversa que foi transmitida para toda a rede de agências da UE de SP. O chefe da UE, Francisco Garrido Barcia, prometeu cumprir a missão de entregar "o melhor Censo Demográfico do estado de São Paulo". Ele afirmou ao presidente do IBGE que “todos os servidores estão envolvidos com o Censo, independente se possuem o nome na função ou não".

A agenda de compromissos não prevê muito tempo para descanso. Ainda esta semana, o presidente estará presente nas UEs do Ceará e do Piauí, completando 13 Unidades da Federação visitadas em menos de cinco meses.