Nossos serviços estão apresentando instabilidade no momento. Algumas informações podem não estar disponíveis.

Censo 2022

IBGE divulga dados preliminares do teste do Censo na Ilha de Paquetá

Editoria: IBGE | Carlos Alberto Guimarães | Arte: Helga Szpiz e Jessica Cândido

16/10/2021 11h30 | Atualizado em 16/10/2021 11h30

  • Resumo

  • Apresentação dos resultados preliminares ocorre ao ar livre, na Ilha de Paquetá (RJ), com a presença do presidente do IBGE.
  • Quase a totalidade (98,1%) dos domicílios particulares permanentes da ilha foram entrevistados, sendo que em 0,8% o morador estava ausente e em 1,2% houve recusa.
  • População total recenseada foi de 3.612 pessoas: 46,4% do sexo masculino e 53,6% do sexo feminino.
  • Dos 1.552 domicílios particulares permanentes ocupados, 96,3% receberam o recenseador presencialmente, enquanto 0,9% optaram pela internet e outros 0,9% por telefone.
  • Para outros 2% dos domicílios, não foi possível realizar a entrevista, seja por dificuldades em encontrar os informantes (0,8%) ou por recusas explícitas (1,2%).
  • O rendimento médio dos responsáveis pelo domicílio foi de R$ 3.613,47.
  • Mapas com densidade populacional e detalhamento da Pesquisa Urbanística do Entorno também foram divulgados.
  • IBGE fará novos testes em todas as 27 unidades da federação.
#PraCegoVer A foto mostra do lado direito, uma recenseadora do IBGE, vestida com uniforme da instituição e com EPIs entrevistando uma senhora de cabelos brancos, de máscara, na porta de casa, em Paquetá.
Recenseamento de casa em casa em Paquetá foi realizado em setembro  - Foto: Agência IBGE Notícias

O IBGE encerra hoje (16) as atividades do primeiro teste de campo para o Censo 2022, realizado na Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro. Estão sendo apresentados dados preliminares da operação desenvolvida desde setembro, como o número de domicílios, o total da população por sexo e a pirâmide etária da localidade. Paquetá foi escolhida, porque mais de 85% da sua população já estava imunizada com as duas doses da vacina contra a Covid-19.

O presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto, e o secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, participam da cerimônia, no Parque Darke de Mattos. Também estão presentes os chefes das Unidades Estaduais (UEs) do Rio de Janeiro, José Francisco Teixeira Carvalho, e do Paraná, Sinval Dias dos Santos, além do gerente técnico do projeto do Censo Demográfico, Luciano Duarte, da coordenadora Operacional dos Censos, Maria Vilma Salles Garcia, e toda a Diretoria do IBGE.

“Paquetá foi um evento-teste importantíssimo, parte de um conjunto de ações preparatórias que têm como objetivo principal colocar em campo no ano que vem um Censo capaz de retratar com precisão o nosso Brasil. Em novembro vamos repetir o que fizemos aqui em outras 27 localidades, uma em cada estado do país, estrategicamente selecionadas, também visando aperfeiçoamentos e resultados de altíssima qualidade”, afirma o diretor de Pesquisas do IBGE, Cimar Azeredo.

O IBGE fará novos testes, em maior escala, em todos os estados e no Distrito Federal a partir do dia 4 de novembro. No estado do Rio, o município de Engenheiro Paulo de Frontin receberá os recenseadores. Também serão visitados aglomerados subnormais e domicílios improvisados em Nova Iguaçu (RJ) e em territórios indígenas e quilombolas em Angra dos Reis (RJ) e Paraty (RJ)

A população total recenseada em Paquetá foi de 3.612 pessoas, sendo 1.677 (46,4%) do sexo masculino e 1.935 (53,6%) do sexo feminino. Foram realizadas 1.522 entrevistas, sendo 1.007 (66,2%) a partir do questionário básico e 515 (33,8%) pelo questionário da amostra, mais detalhado. O IBGE lançou mão de três modalidades de preenchimento dos questionários: presencial (96,3%), por internet (0,9%) e por telefone (0,9%).


“O teste de Paquetá foi um sucesso na medida em que nos permitiu observar várias questões técnicas, de modo a tirar dúvidas e constatar tendências. Vimos, por exemplo, que, com o alto índice de vacinação na Ilha, os moradores mostraram preferência absoluta pela entrevista presencial. Para o Censo em 2022, mantemos o compromisso de oferecer à sociedade, para a escolha e conveniência dela, alternativas promovendo a modalidade de autopreenchimento do questionário pela internet, notadamente para o caso dos domicílios em que o recenseador tenha dificuldades de acesso aos residentes”, disse o presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto.

“Fato é que Paquetá reforçou nosso otimismo e nossa certeza de que estamos prontos para realizar, em novembro, outros testes em todos os estados do Brasil”, acrescentou o presidente, que, após a apresentação dos resultados preliminares, fará uma live com a associação de moradores da Ilha.

Em cerca de 2% dos domicílios particulares permanentes de Paquetá não foi possível realizar a entrevista com os moradores, seja por dificuldades em encontrá-los (0,8%) ou por recusas (1,2%).

Dos 2.776 endereços visitados ao longo do teste, 56% eram domicílios particulares permanentes ocupados, 24% domicílios particulares permanentes de uso ocasional, 14% de domicílios particulares permanentes vagos e 6% de estabelecimentos. A média de moradores por domicílio foi de 2,37.

Para mostrar os resultados preliminares do teste do Censo 2022 à população de Paquetá, o IBGE elaborou alguns mapas mostrando as variações da densidade populacional da Ilha e, também, algumas informações da Pesquisa Urbanística do Entorno, como por exemplo, as condições de circulação das vias, existência de bueiro/boca de lobo, existência de calçada e arborização.

Outros dados são o valor do rendimento médio dos responsáveis pelos domicílios (R$ 3.613,47), o percentual de domicílios com acesso à rede geral de distribuição de água (93,5%) e o percentual de domicílios situados em ruas arborizadas (72,8%).


Também foi possível saber a densidade demográfica da Ilha (2.970 habitantes por quilômetro quadrado), a população com 60 anos ou mais (1.140 pessoas, ou 31,6% do total) e o número de potenciais eleitores, isto é, daqueles que têm 16 anos ou mais de idade (3.085 habitantes). 

Os resultados apresentados são de natureza preliminar, uma vez que os processos de coleta e tratamento de dados ainda serão exaustivamente ajustados. O IBGE continuará trabalhando para concluir todo o processo necessário para a divulgação dos resultados finais como Estatística Experimental, ou seja, cujos resultados são avaliados para verificar a necessidade de melhorias técnicas e metodológicas a serem implementadas na operação definitiva.

Evento-teste também ajusta sistemas que serão usados no Censo 2022

Distante uma hora de navegação do Centro do Rio, com pouco mais de 1,2 km² e cerca de 40 ruas, a Ilha de Paquetá – oficialmente um bairro do município carioca – foi escolhida para o teste por contar com mais de 85% da população adulta já vacinada com as duas doses contra a Covid-19. Esse fator garantiu maior segurança ao trabalho das equipes do IBGE e aos moradores. A proximidade com a sede do IBGE também pesou a favor, por reduzir custos e recursos operacionais.

O teste começou no dia 1º de setembro, com a Pesquisa Urbanística do Entorno. O recenseamento de casa em casa foi realizado entre 6 e 24 de setembro, mobilizando diretamente 16 técnicos do Instituto, 12 deles atuando como recenseadores. Em seguida veio a fase de supervisão e, depois, a Pesquisa de Pós-Enumeração, que avaliou a cobertura e a qualidade da coleta de dados do estudo censitário.

A operação em Paquetá colocou à prova, em campo, os sistemas e equipamentos que serão utilizados no Censo do ano que vem, como os Dispositivos Móveis de Coleta (DMC), semelhantes a um smartphone, que guardam os questionários eletrônicos). A operação também serviu para avaliar o modelo de testes para uso nas demais 26 unidades estaduais do IBGE, em novembro.