PNAD Contínua

IBGE está em campo com pesquisa sobre turismo

Editoria: Séries Especiais | Alex Campos

23/08/2021 13h15 | Atualizado em 23/08/2021 16h35

Em parceria com o Ministério do Turismo, o IBGE está em campo desde janeiro com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua levantando informações sobre os hábitos de turismo da população. Cerca de 2 mil entrevistadores estão realizando a coleta de forma presencial e por telefone, em aproximadamente 210 mil domicílios espalhados em 3.470 municípios, com objetivo de pesquisar o destino de viagens (nacionais e internacionais), tempo de estada, tipo de hospedagem e gastos realizados pelas famílias.

Morro do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro (RJ) - Foto: Bruna Prado/MTur
Basílica Bom Jesus de Matosinho, em Congonhas (MG) - Foto: Pedro Vilela/MTur
Praia das Castanheiras, em Guarapari (ES) - Foto: Vitor Jubini/MTur
Jardim Botânico, em Curitiba (PR) - Foto: Renato Soares/MTur
Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu (PR) - Foto: Zig Koch/MTur
Sítio Histórico São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões (RS) - Foto: Jefferson Bernardes/MTur
Mirante dois irmãos, em Fernando de Noronha (PE) - Foto: Bruno Lima/MTur

Em geral, esses dados já são essenciais para conhecer a dinâmica do turismo brasileiro. No entanto, no cenário da pandemia e suas consequências nos segmentos de viagens, hospedagens, hotelarias e afins, a disponibilidade dessas informações passa a contribuir ainda mais para um melhor e maior dimensionamento do setor do turismo e sua importância na retomada da geração de emprego e renda em diversas cidades do país.

A pesquisa segue as recomendações da Organização Mundial do Turismo. A primeira divulgação ocorreu em agosto de 2020 e a próxima está prevista para o último trimestre de 2021.

A pesquisa mais recente, de 2019, teve como objetivo quantificar os fluxos de turistas nacionais entre as diferentes regiões e para o exterior. Foram apuradas as características da viagem que, associadas a outras informações, permitem uma consistente avaliação sobre a demanda turística doméstica.

Além de quantificar e conhecer melhor o comportamento da população em viagens nacionais e internacionais, a inclusão da temática na pesquisa contribuir para a construção da conta satélite de turismo, uma das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).