Educação

IBGE e Enap lançam curso com protocolos de prevenção contra Covid-19

Editoria: IBGE | Alerrandre Barros

07/07/2021 14h00 | Atualizado em 07/07/2021 15h13

Curso online e gratuito é oferecido a servidores e demais cidadãos - Foto: Reprodução Enap

O IBGE e a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) desenvolveram um curso online e gratuito para orientar servidores públicos e cidadãos sobre as medidas de proteção contra a Covid-19 durante a execução de suas atividades, sobretudo, na interação com o público. Intitulado “Protocolos sanitários preventivos contra o novo coronavírus”, o conteúdo já está disponível, em vídeo, no site da Escola Virtual da Enap.

A expectativa é que as orientações sejam disseminadas por todas as escolas de governo parceiras da Enap, em todas as esferas. No IBGE, o objetivo é utilizar o conteúdo no treinamento de recenseadores e agentes censitários que vão visitar domicílios durante o Censo 2022.

Segundo explica o presidente da Enap, Diogo Costa, a capacitação online permitirá maior capilaridade e foi desenvolvida com foco nos desafios concretos que os agentes têm à frente e naqueles novos surgidos com a pandemia. "O curso demonstra a importância da adoção dos protocolos de segurança, como o uso correto de equipamentos e itens de proteção individual adequada que serão utilizados pelos mais de 180 mil recenseadores em visita a cerca de 71 milhões de domicílios em todo o território nacional”, afirma Costa.

A capacitação integra uma série de iniciativas de enfrentamento à pandemia da Enap, com treinamento de agentes públicos e oferta de cursos online, apoio a projetos (para o aperfeiçoamento de testes rápidos de Covid) e criação de capacidades no setor público. “Buscamos qualificar o principal recurso que o serviço público tem, que são os servidores, para que possamos entregar valor e serviços de qualidade à sociedade”, explica.

"O curso online desenvolvido pela Enap, em parceria com o IBGE, cumpre o papel de disseminação inclusive para outras instituições e um público mais amplo. Essa é apenas uma das várias parcerias que serão implementadas entre as duas instituições, principalmente com atividades de ensino da Ence", afirma o presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto.

Segundo ele, os protocolos sanitários preventivos contra o novo coronavírus são fundamentais para qualquer interação entre pessoas, o que, no contexto do IBGE, afeta tanto a pesquisa presencial, na interação entre entrevistado e agente de pesquisa, quanto nas atividades administrativas presenciais.

"Cumpre lembrar que a Enap traz um exemplo histórico e bem sucedido de treinamento dos servidores federais envolvidos com a gestão pública, e o IBGE se insere cada vez mais nesta parceira tendo em vista a condução de políticas públicas baseadas em evidências", conclui Rios Neto.

Como se inscrever

As aulas têm duração de uma hora e são autoinstrucionais, sem a tutoria de um professor. Para assistir ao conteúdo, o usuário deve acessar o site da Escola Virtual da Enap e preencher um formulário de inscrição. Ao final, o aluno pode realizar uma avaliação e obter um certificado emitido pela Enap.

“Conforme a vacinação avança e algumas atividades retornam ao trabalho presencial, é importante reforçar as medidas não farmacológicas de proteção contra o vírus. Também é fundamental esclarecer os protocolos no trabalho presencial e na interação com outras pessoas. Essas medidas devem permanecer por um tempo até que se declare a extinção da pandemia”, diz o gerente de Saúde e Segurança do Trabalho do IBGE, Cézar Steinhorst.

O curso foi desenvolvido para ser assistido na íntegra ou por módulos. “Isso permite o aproveitamento do conteúdo em treinamentos de curta, média e longa duração, presenciais ou remotos”, acrescenta a designer instrucional da Enap, Thaís Oliveira, destacando que o material segue as orientações dos órgãos de vigilância sanitária nacionais e internacionais.

Com desenvolvimento didático da Enap, o curso tem produção de conteúdo da Coordenação de Recursos Humanos do IBGE, e suporte da Coordenação de Treinamento e Aperfeiçoamento (CTA), da Escola Nacional de Ciências Estatísticas (Ence).

Conheça a estrutura do curso

No primeiro módulo, o curso traz um panorama das síndromes gripais até a chegada do novo coronavírus, explicando o que é o vírus e detalhando sua expansão nos dias de hoje. Na segunda parte, aborda as recomendações das organizações de saúde, entre elas, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Organização Pan-americana da Saúde (OPAS), para enfrentar o vírus.

Já na terceira, explica a importância dos protocolos de saúde nas organizações públicas. Na quarta parte, fornece instruções sobre o uso correto de equipamentos e itens de proteção individual, como máscara e protetor facial (face shield). Na quinta e última etapa, são abordados os protocolos para o trabalho presencial, como distanciamento social, uso da máscara e higienização das mãos e de equipamentos.