PIA Produto 2014: diesel, ferro, carros e gasolina são os quatro principais produtos industriais do país

19/10/2016 09h48 | Última Atualização: 29/05/2017 09h49

 

No ranking dos 3.441 produtos investigados pela Pesquisa Industrial Anual - Produto (PIA Produto) do IBGE, os quatro primeiros (óleo diesel, minério de ferro, automóveis e gasolina) geraram 9,7% da receita das vendas industriais em 2014, que foi de R$ 2,2 trilhões.

Em 2014, entre os 100 produtos com as maiores receitas, os três que mais ganharam participação no total das vendas industriais em relação a 2013 foram álcool, ar condicionado e alumínio. Os três produtos que mais perderam participação foram os vergalhões de aço, as máquinas para colheita e as bobinas ou chapas de aço.

Na comparação com 2007, ainda entre as 100 maiores receitas, as chapas metálicas, os fertilizantes e o álcool foram os produtos que mais ganharam participação nas vendas industriais. Já aqueles que mais perderam posições entre 2007 e 2014 foram o ferro-gusa, os vergalhões de aço e o alumínio.

O óleo diesel, principal produto industrial do país, também lidera no Nordeste e no Sudeste, além de ser vice-líder no Sul. Na região Norte, o minério de ferro e os televisores lideram, enquanto no Centro-Oeste, as carnes bovinas, o bagaço de soja e o álcool são os principais produtos. Veja aqui a publicação da PIA Produto 2014.

A PIA Produto 2014 traz informações sobre as vendas de 3.441 produtos das 41,2 mil empresas industriais com 30 ou mais pessoas ocupadas e suas 51,4 mil unidades locais. O valor total das vendas desses produtos chegou a R$ 2,2 trilhões em 2014, e os setores com as maiores participações nessas vendas industriais foram: produtos alimentícios (15,2%), veículos automotores (10,4%), coque, derivados do petróleo e biocombustíveis (10,4%), produtos químicos (9,7%) e metalurgia (6,3%).

No ranking do valor das vendas de 2014 (tabela abaixo), o óleo diesel manteve a liderança, com R$ 75,1 bilhões e participação de 3,5% do total, com minérios de ferro em bruto ou beneficiados (R$ 49,2 bilhões e 2,3% do total) a seguir. Os quatro primeiros produtos desse ranking tiveram uma participação de 9,7% no valor das vendas industriais em 2014.

Brasil - 10 maiores produtos e/ou serviços industriais, segundo o valor de vendas - Brasil - 2013-2014
Descrição do Produto
Ranking
Valor de Vendas
2013
2014
2013
(mil reais)
2014
(mil reais)
Participação %
2013
2014
Óleo diesel
1
1
67.344.963,00
75.143.397,00
3,3
3,5
Minérios de ferro e seus concentrados, em bruto ou beneficiados
2
2
59.569.439,00
49.157.701,00
2,9
2,3
Automóveis de cilindrada maior que 1.500 cm3 e menor ou igual a 3.000 cm3
3
3
47.201.476,00
43.054.748,00
2,3
2,0
Gasolina automotiva ou para outros usos, exceto para aviação
4
4
38.241.433,00
41.452.547,00
1,9
1,9
Óleos brutos de petróleo
7
5
30.972.492,00
41.191.878,00
1,5
1,9
Carnes de bovinos frescas ou refrigeradas
5
6
36.237.815,00
39.226.464,00
1,8
1,8
Automóveis de cilindrada menor ou igual a 1.000cm3
6
7
34.556.464,00
31.995.175,00
1,7
1,5
Álcool etílico (etanol) para fins carburantes
8
8
28.348.968,00
29.107.208,00
1,4
1,3
Tortas, bagaços, farelos e outros resíduos da extração do óleo de soja
9
9
23.995.674,00
27.104.730,00
1,2
1,3
Cervejas ou chope
14
10
18.206.158,00
23.199.178,00
0,9
1,1
Demais produtos e serviços pesquisados    
1.680.668.153,00
1.760.221.440,00
81,4
81,5

Em relação a 2013, os ramos industriais que mais perderam participação no total das vendas foram veículos automotores, reboques e carrocerias (-1,8 ponto percentual - p.p.); extração de minerais metálicos (-0,6 p.p.); metalurgia (-0,2 p.p.); máquinas e equipamentos (-0,2 p.p.) e produtos do fumo (-0,1 p.p.). Já os setores que aumentaram participação no período foram: coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (0,6 p.p.); extração de petróleo e gás natural (0,5 p.p.); bebidas (0,4 p.p.); produtos alimentícios (0,3p.p.); e produtos químicos (0,3 p.p.).

Álcool, ar condicionado e alumínio foram os produtos que mais ganharam participação nas vendas industriais, em relação a 2013

Os 100 produtos industriais líderes em valor de venda tiveram, em 2014, uma receita de
R$ 1,11 trilhão ou 51,6% da receita total das empresas industriais com 30 ou mais pessoas ocupadas. Entre esses 100 produtos, os que mais ganharam posições no ranking, em relação a 2013, foram: álcool etílico, que passou da 164ª para a 80ª colocação; aparelhos de ar condicionado (da 118ª para a 75ª posição); latas de alumínio para embalagem (da 96ª para a 71ª); óxido de alumínio, que foi da 66ª para a 42ª (tabela abaixo).

Maiores ganhos de posição no ranking dos 100 maiores produtos e/ou serviços industriais, segundo o valor de vendas - 2014/2013
Descrição do Produto
Ranking
N° de informações
N° de posições
ganhas
2013-2014
2013
2014
2013
2014
2013
2014
Valor de vendas
(1.000 R$)
Álcool etílico desnaturado
164
80
51
67
84
2.270.379
4.620.959
Aparelhos de ar condicionado de paredes, de janelas ou transportáveis,
inclusive os do tipo split system
118
75
11
16
43
3.161.138
4.788.174
Latas de alumínio para embalagem de produtos diversos
96
71
19
22
25
3.765.507
4.853.673
Óxido de alumínio (alumina calcinada)
66
42
9
13
24
5.115.365
7.484.482
Chapas e tiras, de alumínio, de espessura superior a 0,2mm
109
88
49
55
21
3.379.444
4.308.312
Bombons e chocolates em barras, contendo cacau
86
66
68
71
20
4.116.198
5.152.252
Chapas, bobinas e outros laminados metálicos cortados em qualquer forma
92
77
96
158
15
3.899.739
4.741.275
Polietileno de alta densidade (PEAD)
100
87
19
39
13
3.711.141
4.391.796
Ferronióbio
105
92
2
2
13
(x)
(x)
Filmes (películas) de material plástico (exceto BOPP)
para embalagem, mesmo impressos, metalizados ou trabalhados por outro processo,
inclusive em bobinas ou rolos
108
95
164
163
13
3.388.037
4.029.229

Já os cinco produtos que mais perderam posições desde 2013 foram: vergalhões de aço (da 60ª para a 90ª posição); máquinas para colheita, (da 44ª para a 65ª posição); bobinas ou chapas de aços zincadas (da 72ª para a 91ª posição); pneus novos para ônibus e caminhões (da 68ª para a 84ª posição); chassis com motor para ônibus (da 77ª para a 89ª posição).

Produção de óleo diesel é destaque em três das cinco grandes regiões

Em 2014, na região Norte, os três produtos com as maiores participações na receita de vendas industriais foram minérios de ferro em bruto (12,7%), televisores (8,2%) e refrigerantes (5,8%). No Nordeste, os três destaques foram óleo diesel (5,0%), óleos combustíveis exceto diesel (3,9%) e gasolina (3,0%). No Sudeste, os três líderes foram óleo diesel (3,7%), óleos brutos de petróleo (3,2%) e minério de ferro bruto (2,6%). Já na região Sul, estavam na liderança os automóveis (3,6%), o óleo diesel (3,5%) e as carnes e miudezas de aves congeladas (2,4%). Finalmente, os três líderes no Centro-Oeste eram carnes de bovinos frescas ou refrigeradas (11,5%), bagaço de soja (9,5%) e álcool (6,7%).

Chapas metálicas, fertilizantes e álcool foram os produtos que mais ganharam participação nas vendas industriais, de 2007 para 2014

Entre os 100 produtos industriais com as maiores receitas líquidas de vendas em 2014, os que mais ganharam posições desde 2007 foram: chapas, bobinas e outros laminados metálicos cortados em qualquer forma (da 1416ª para a 77ª posição); adubos ou fertilizantes minerais ou químicos, fosfatados (da 718ª para a 56ª posição); álcool etílico desnaturado (da 455ª para 80ª posição); biodiesel e suas misturas, que não contenham ou que contenham menos de 70%, em peso, de óleos de petróleo ou de óleos minerais betuminosos (da 381ª para 61ª posição). Na tabela abaixo, os 10 maiores ganhos de posição:

Maiores ganhos de posição no ranking dos 100 maiores produtos e/ou serviços industriais, segundo o valor de vendas - 2007/2014
Descrição do Produto
Ranking
N° de informações
N° de posições
ganhas
2007-2014
2007
2014
2007
2014
2007
2014
Valor de vendas
(1.000 R$ Nominais)
Chapas, bobinas e outros laminados metálicos cortados em qualquer forma
1416
77
3
158
1339
85.947
4.741.275
Adubos ou fertilizantes minerais ou químicos, fosfatados
718
56
13
42
662
270.319
6.206.061
Álcool etílico desnaturado
455
80
21
67
375
487.541
4.620.959
Biodiesel e suas misturas, que não contenham ou que contenham menos
de 70%, em peso, de óleos de petróleo ou de óleos minerais betuminosos.
381
61
12
33
320
576.548
5.529.712
Cigarros
376
59
9
7
317
582.391
5.766.262
Plataformas de perfuração ou de exploração, flutuantes ou submersíveis
204
62
2
3
142
(x)
5.487.683
Serviços de manutenção e reparação de máquinas e equipamentos para
usos industriais, n.e.
231
97
142
248
134
996.234
3.967.207
Aparelhos de ar condicionado de paredes, de janelas ou transportáveis,
inclusive os do tipo split system
192
75
6
16
117
1.179.383
4.788.174
Pedras britadas
190
78
260
466
112
1.194.702
4.663.211
Queijos frescos (não curados): mussarela, ricota, etc (exceto queijo minas)
200
94
285
318
106
1.138.938
4.091.035

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria, Pesquisa Industrial Anual - 2007-2014.

Os produtos e serviços industriais que mais perderam posição entre 2007 e 2014, ainda considerando as 100 maiores receitas líquidas de vendas, foram: ferro-gusa (da 31ª para a 79ª posição); vergalhões de aços ao carbono (da 44ª para a 90ª posição); alumínio não ligado em formas brutas (da 30ª para a 64ª posição); óleo de soja refinado (da 33ª para a 60ª posição). As 10 maiores perdas de posição estão na tabela a seguir:

Maiores perdas de posição no ranking dos 100 principais produtos e/ou serviços industriais, segundo o valor de vendas - 2007/2014
Descrição do Produto
Ranking
N° de informações
N° de posições
perdidas
2007-2014
2007
2014
2007
2014
2007
2014
Valor de vendas
(1.000 R$ Nominais)
Ferro-gusa
31
79
82
49
48
6.029.629 4.647.098
Vergalhões de aços ao carbono
44
90
11
19
46
4.740.605 4.247.533
Alumínio não ligado em formas brutas (líquido, massa, lingotes, biletes, granalhas, etc.)
30
64
17
15
34
6.229.101 5.299.006
Óleo de soja refinado
33
60
51
51
27
5.644.047 5.698.001
Sucos concentrados de laranja
48
74
35
43
26
4.412.888 4.801.778
Naftas para petroquímica
22
48
10
9
26
8.140.133 6.978.171
Pneumáticos novos de borracha, usados em ônibus e caminhões
61
84
8
8
23
3.652.855 4.478.760
Bobinas ou chapas de aços zincadas (galvanizadas)
70
91
3
4
21
3.276.406 4.136.833
Chassis com motor para ônibus
68
89
6
5
21
3.378.246 4.301.434
Bobinas a frio de aços ao carbono, não revestidos
63
83
4
5
20
3.649.670 4.526.255

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria, Pesquisa Industrial Anual - 2007-2014.


Comunicação Social
19 de outubro de 2016

saiba mais
fotos

  • PIA Produto 2014: diesel, ferro, carros e gasolina são os quatro principais produtos industriais do país
áudio
  • Augusto Cesar da Costa, gerente da PIA, destaca os principais aspectos da pesquisa.
    playstop
     
    download
veja também
loja do ibge