IBGE disponibiliza conjunto de mapas das “Áreas Urbanizadas do Brasil - 2005”

Editoria: Geociências

25/03/2015 11h40 | Última Atualização: 17/05/2019 16h08

 

O IBGE disponibiliza hoje (25/03/2015), no seu portal na internet, um conjunto de mapas das “Áreas Urbanizadas do Brasil”.

Este trabalho é fruto da análise e mapeamento (vetorização) de áreas urbanizadas a partir de imagens de satélite CBERS-2B, em escala 1:100.000 (1cm = 1km). A maioria das imagens que serviram de base para o mapeamento é do período de 2005 a 2007.

Os mapas estão disponíveis, em formato digital, na página do IBGE na Internet, no link:
https://www.ibge.gov.br/home/geociencias/geografia/geografia_urbana/areas_urbanizadas/default.shtm

Nos mapas, as manchas urbanizadas foram classificadas em três categorias: muito densa, densa e pouco densa. A mancha muito densa normalmente corresponde às áreas centrais de grandes aglomerações urbanas, caracterizando-se por um adensamento acentuado das construções, com presença de verticalização e quase ausência de solo não impermeabilizado.

Já a mancha classificada como densa caracteriza-se por uma ocupação urbana contínua, baixa verticalização, com predominância de casas, pouco espaçamento entre as construções e com maior presença de solo não impermeabilizado.

Por fim, a mancha classificada como pouco densa caracteriza-se pela presença de feições urbanas (ruas, quadras etc.) e uma ocupação esparsa. Essa classificação inclui loteamentos ainda em processo de ocupação ou uma transição entre as paisagens urbana e rural, situando-se, geralmente, nas bordas da mancha densa. Há casos, todavia, em que é encontrada uma mancha pouco densa em pequenas ocupações isoladas, como, por exemplo, sedes de distritos municipais.

O trabalho é composto por três diferentes conjuntos de Áreas Urbanizadas:

  • Áreas Urbanizadas das grandes aglomerações urbanas, que utiliza como base o recorte territorial empregado na pesquisa “Região de Influência das Cidades – REGIC (2007) e apresenta todas as aglomerações urbanas ou municípios isolados com população superior a 350 mil habitantes em 2000;
  • Áreas Urbanizadas dos municípios da Zona Costeira do Brasil, que inclui as manchas urbanizadas dos municípios costeiros definidos pelo Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro II e retrata o estado da urbanização da zona costeira brasileira tendo como referência o ano de 2005;
  • Áreas Urbanizadas dos municípios com mais de 100.000 habitantes, que usou como referência a estimativa de população do IBGE para o ano de 2005.

São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília tinham as maiores áreas urbanizadas em 2005

O quadro das Áreas Urbanizadas do Brasil em 2005 ratifica São Paulo e Rio de Janeiro como as duas maiores cidades nacionais no que tange à área construída e também indica a consolidação de Brasília como a terceira maior cidade brasileira em área urbanizada, à frente de Curitiba e Belo Horizonte. Com uma área urbanizada de 266,53 km2, Manaus aparece como a maior cidade em extensão urbanizada das regiões Norte e Nordeste. Em ordem decrescente, Fortaleza, Goiânia, Campinas e Porto Alegre completam o quadro das 10 maiores cidades brasileiras em extensão.

As 10 maiores áreas urbanizadas no Brasil– extensão total
Município UF População (2005) Área (km2)
São Paulo
SP
10 927 985
944,08
Rio de Janeiro
RJ
6 094 183
744,73
Brasília
DF
2 333 108
498,22
Curitiba
PR
1 757 904
340,50
Belo Horizonte
MG
2 375 329
284,14
Manaus
AM
1 644 690
266,53
Fortaleza
CE
2 374 944
264,80
Goiânia
GO
1 201 006
263,71
Campinas
SP
1 045 706
250,00
Porto Alegre
RS
1 428 696
228,34
Fonte: Fonte: Imagens CBERS 2B, entre os anos de 2003 e 2008, georreferenciadas com base em imagens LANDSAT 8 da Série Geocover-2000; Dados de população da Estimativa 2005 – IBGE (01/07/2005).

Considerando a extensão das áreas urbanizadas por categoria, as áreas muito densas de São Paulo e Rio de Janeiro ocupam as primeiras colocações entre as cidades nacionais. O caso de São Paulo revela o alto grau de ocupação em sua área urbanizada, já que 95,7% de sua mancha urbana está classificada como muito densa. Esse valor é significativamente inferior no município do Rio de Janeiro, cuja classificação muito densa representa 67,6% de sua área urbanizada. Na sequência, estão os municípios de Belo Horizonte, Curitiba e Campinas. Porto Alegre e Guarulhos, com a mesma classificação (muito densa), ocupam a oitava e a décima posição deste quadro.

As 10 maiores áreas urbanizadas no Brasil – em extensão por categoria
Categoria Município UF Área (km2)
Muito Densa
São Paulo
SP
903,22
Muito Densa
Rio de Janeiro
RJ
503,53
Muito Densa
Belo Horizonte
MG
281,33
Muito Densa
Curitiba
PR
264,57
Muito Densa
Campinas
SP
213,24
Densa
Manaus
AM
163,83
Densa
Campo Grande
MS
158,52
Muito Densa
Porto Alegre
RS
151,91
Densa
Rio de Janeiro
RJ
148,84
Muito Densa
Guarulhos
SP
135,91
Fonte: Imagens CBERS 2B, entre os anos de 2003 e 2008, georreferenciadas com base em imagens LANDSAT 8 da Série Geocover-2000; Dados de população da Estimativa 2005 – IBGE (01/07/2005).

Na categoria densa, Manaus e Campo Grande apresentam as maiores extensões de áreas urbanizadas, o que as coloca dentro do quadro das maiores áreas urbanizadas brasileiras com a mesma classificação contígua, em 6º e 7º lugares. Na cidade do Rio de Janeiro, é expressiva a existência de uma área urbanadensa, que ocupa cerca de 20% do total da área urbanizada carioca e a posiciona na 9ª posição no quadro das maiores áreas urbanizadas brasileiras por contiguidade de classificação. Por essa razão, a capital fluminense aparece duplamente entre as dez maiores áreas urbanizadas em extensão total, nas categorias muito densa e densa.