Índice Nacional da Construção Civil sobe 1,94% em dezembro e fecha 2020 em 10,16%

12/01/2021 09h00 | Última Atualização: 12/01/2021 09h00

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) subiu 1,94% em dezembro, ficando 0,12 ponto percentual acima da taxa do mês anterior (1,82%) e fechando o ano com a maior taxa da série com desoneração, iniciada em 2013. O acumulado do ano foi de 10,16%, subindo 6,13 pontos percentuais em relação à taxa acumulada de 2019 (4,03%). Em dezembro de 2019, o índice foi de 0,22%.

O custo nacional da construção, por metro quadrado passou para R$ 1.276,40 em dezembro, sendo R$ 710,33 relativos aos materiais e R$ 566,07 à mão de obra. Em novembro, o custo havia sido de R$ 1.252,10.

A parcela dos materiais, com alta significativa mais uma vez, apresentou também a maior variação mensal de 2020: 3,39%, subindo 0,24 ponto percentual em relação ao mês anterior (3,15%) e 3,52 pontos percentuais frente a dezembro de 2019 (-0,13%).

Já parcela da mão de obra registrou taxa de 0,18%, caindo 0,07 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,25%) e 0,41 ponto percentual frente à taxa de dezembro de 2019 (0,59%).

O acumulado no ano para 2020 foi de 17,28% nos materiais, enquanto a parcela do custo referente aos gastos com mão de obra atingiu 2,33%. Em 2019, a parcela dos materiais fechou em 4,54% e a mão de obra, em 3,47%.

Região Nordeste registra maiores variações mensal e anual

Influenciado pela alta significativa na parcela dos materiais, o Nordeste apresentou a maior variação regional em dezembro (2,37%) e o maior resultado acumulado em 2020 (12,50%). Nas demais regiões, os resultados foram: 1,75% (Norte), 1,69% (Sudeste), 2,27% (Sul) e 1,35% (Centro-Oeste).

Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 1.289,71 (Norte); R$ 1.201,17 (Nordeste); R$ 1.319,86 (Sudeste); R$ 1.335,31 (Sul) e R$ 1.260,87 (Centro-Oeste).

Roraima ficou com a maior taxa para o último mês do ano, 3,41%. No acumulado do ano, a Bahia ficou com a maior taxa, 17,08%, registrando também a maior taxa no acumulado da parcela dos materiais, 28,09%.

O SINAPI, criado em 1969, tem como objetivo a produção de informações de custos e índices de forma sistematizada e com abrangência nacional, visando a elaboração e avaliação de orçamentos, como também acompanhamento de custos.

Sinapi – Dezembro de 2020
COM desoneração da folha de pagamento de empresas do setor


ÁREAS GEOGRÁFICAS
CUSTOS
MÉDIOS
NÚMEROS
ÍNDICES
VARIAÇÕES PERCENTUAIS
R$/m2 JUN/94=100 MENSAL NO ANO 12 MESES
BRASIL              1276,40 638,86 1,94 10,16 10,16
REGIÃO NORTE        1289,71 642,63 1,75 10,28 10,28
Rondônia            1332,15 742,72 1,61 9,04 9,04
Acre                1398,14 742,14 1,08 8,58 8,58
Amazonas            1269,09 621,37 1,23 10,82 10,82
Roraima             1340,19 556,59 3,41 9,47 9,47
Pará               1272,49 610,02 1,94 10,18 10,18
Amapá             1267,32 615,55 1,40 11,94 11,94
Tocantins           1307,43 687,33 2,47 11,15 11,15
REGIÃO NORDESTE     1201,17 648,81 2,37 12,50 12,50
Maranhão            1214,97 640,02 1,92 8,93 8,93
Piauí              1211,36 805,09 1,62 9,97 9,97
Ceará               1182,73 683,07 2,83 10,93 10,93
Rio Grande do Norte 1129,59 569,37 2,10 8,56 8,56
Paraíba             1229,65 680,08 1,81 11,62 11,62
Pernambuco          1163,45 622,07 1,98 12,35 12,35
Alagoas             1155,45 577,34 1,95 10,63 10,63
Sergipe             1120,38 595,34 1,70 13,41 13,41
Bahia               1250,07 661,67 3,03 17,08 17,08
REGIÃO SUDESTE      1319,86 632,00 1,69 9,18 9,18
Minas Gerais        1218,52 670,60 1,82 9,61 9,61
Espírito Santo      1173,89 651,20 1,82 11,68 11,68
Rio de Janeiro      1402,76 639,34 1,95 8,84 8,84
São Paulo           1359,35 614,00 1,51 8,93 8,93
REGIÃO SUL          1335,31 638,60 2,27 9,22 9,22
Paraná              1301,42 622,33 2,27 9,33 9,33
Santa Catarina      1439,42 779,61 1,55 8,13 8,13
Rio Grande do Sul   1291,86 586,27 3,04 10,17 10,17
REGIÃO CENTRO-OESTE 1260,87 643,66 1,35 8,16 8,16
Mato Grosso do Sul 1197,89 563,40 0,46 7,17 7,17
Mato Grosso         1226,76 699,86 0,95 6,91 6,91
Goiás               1279,22 675,75 2,23 10,22 10,22
Distrito Federal    1324,10 584,77 1,21 7,61 7,61

 

Sinapi – Dezembro de 2020
SEM desoneração da folha de pagamento de empresas do setor
 


ÁREAS GEOGRÁFICAS
CUSTOS
MÉDIOS
NÚMEROS
ÍNDICES
VARIAÇÕES PERCENTUAIS
R$/m2 JUN/94=100 MENSAL NO ANO 12 MESES
BRASIL              1363,23 681,92 1,82 9,59 9,59
REGIÃO NORTE        1370,76 683,16 1,66 9,75 9,75
Rondônia            1418,17 790,81 1,49 8,65 8,65
Acre                1486,14 788,77 1,02 8,02 8,02
Amazonas            1347,68 659,98 1,21 10,11 10,11
Roraima             1432,22 594,69 3,19 8,87 8,87
Pará             1351,98 647,90 1,82 9,72 9,72
Amapá             1347,11 654,26 1,32 11,52 11,52
Tocantins           1389,12 730,61 2,33 10,59 10,59
REGIÃO NORDESTE     1278,01 690,41 2,24 11,93 11,93
Maranhão            1293,38 681,52 1,80 8,62 8,62
Piauí             1286,29 854,70 1,50 9,32 9,32
Ceará              1255,96 724,97 2,65 10,43 10,43
Rio Grande do Norte 1201,30 605,34 1,99 8,17 8,17
Paraíba             1310,81 724,90 1,82 11,57 11,57
Pernambuco          1238,30 661,98 1,85 11,71 11,71
Alagoas             1228,35 613,82 1,83 9,98 9,98
Sergipe             1190,81 632,88 1,60 12,59 12,59
Bahia               1331,08 704,02 2,84 16,23 16,23
REGIÃO SUDESTE      1414,36 676,70 1,58 8,62 8,62
Minas Gerais        1299,91 715,08 1,72 8,96 8,96
Espírito Santo      1253,83 695,48 1,70 11,04 11,04
Rio de Janeiro      1508,13 687,71 1,78 8,41 8,41
São Paulo           1458,56 658,82 1,41 8,38 8,38
REGIÃO SUL          1431,47 684,36 2,13 8,63 8,63
Paraná            1397,63 668,31 2,11 8,68 8,68
Santa Catarina      1548,23 838,55 1,52 7,64 7,64
Rio Grande do Sul   1375,78 624,46 2,85 9,66 9,66
REGIÃO CENTRO-OESTE 1343,16 685,59 1,28 7,80 7,80
Mato Grosso do Sul 1277,15 600,16 0,43 6,72 6,72
Mato Grosso         1307,07 745,61 0,95 6,55 6,55
Goiás               1362,68 719,23 2,09 9,93 9,93
Distrito Federal    1409,43 622,55 1,15 7,31 7,31