IBGE lança mapa das Redes do Sistema Geodésico Brasileiro

Editoria: Geociências

08/12/2020 10h00 | Última Atualização: 08/12/2020 10h08

O IBGE disponibiliza hoje o Mapa das Redes do Sistema Geodésico Brasileiro (SGB) versão 2020, na escala 1:5 000 000 – na qual 1 centímetro equivale a 50 quilômetros. O produto é voltado a estudantes e profissionais da educação, engenharia, georreferenciamento, gestão pública e estudos científicos.

O mapa mural apresenta as cinco redes do sistema geodésico do país: a gravimétrica (composta por estações gravimétricas, com informações sobre a aceleração da gravidade), a altimétrica (composta pelas referências de nível, as quais possuem altitudes de precisão obtidas através de nivelamento geométrico) e a planialtimétrica (composta pelas estações SAT, cujas coordenadas geodésicas foram obtidas através do posicionamento por satélites GNSS).

No contexto das redes geodésicas ativas, é apresentada a configuração atual da Rede Maregráfica Permanente para Geodésia (RMPG) que, através de sensores instalados em cada estação, observa as variações do nível do mar para vinculação de sistemas altimétricos costeiros ao SGB e estudos climáticos, e a Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo dos Sistemas GNSS (RBMC), cujos dados GNSS são utilizados para a determinação de coordenadas de precisão, essenciais para diversas aplicações, tais como agricultura de precisão,  estudos atmosféricos e demarcação de terras, entre outros).

O mapa fornece uma visão ampla da distribuição das estações geodésicas componentes destas redes no território brasileiro, e apresenta, individualmente, cada tipo de rede, em três mapas na escala 1:22 000 000 (1cm = 220 km). Devido ao elevado número de estações geodésicas, o Estado do Rio de Janeiro, o Distrito Federal e as regiões de Florianópolis e Recife são mostradas em destaque, em escalas específicas.

O produto foi elaborado a partir das informações de outubro de 2020, obtidas no Banco de Dados Geodésicos (BDG), e de 2016, para a Base Cartográfica Contínua do Brasil ao Milionésimo (BCIM). Informações completas sobre cada estação destas redes podem ser obtidas no Portal do BDG. O mapa está disponível em PDF.