IBGE divulga o rendimento domiciliar per capita e o coeficiente de desequilíbrio regional 2018

31/05/2019 09h00 | Última Atualização: 31/05/2019 10h09

O IBGE divulga hoje (31/05) os valores de rendimento domiciliar per capita (RDPC) e os coeficientes de desequilíbrio regional (CDR) referentes a 2018 para as Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, calculados com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua). Esta divulgação atende ao disposto no Decreto 9.291, de 21 de fevereiro de 2018. Acesse aqui o relatório.

O CDR de cada região foi calculado como razão entre o rendimento domiciliar per capita (RDPC) da região e o RDPC do país, conforme disposto no artigo 1º, parágrafo 1º, do referido Decreto. Nesse cálculo, foram considerados os rendimentos de trabalho e de outras fontes. Todos os moradores foram incluídos no cálculo, inclusive os moradores classificados como pensionistas, empregados domésticos e parentes dos empregados domésticos. Os valores foram obtidos a partir dos rendimentos brutos de trabalho e de outras fontes, efetivamente recebidos no mês de referência, acumulando as informações das primeiras entrevistas do 1º, 2º, 3º e 4º trimestres da PNAD Contínua de 2018.

Os resultados foram calculados para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, limitando o CDR ao máximo de um inteiro, conforme artigo 1ºA, inciso III.

Região Rendimento nominal mensal domiciliar per capita - RDPC da população residente e o Coeficiente de Desequilíbrio Regional - CDR - Brasil e Regiões Selecionadas
2018
RDPC CDR
Brasil 1373 ...
Norte 899 0,65
Nordeste 824 0,60
Centro-Oeste 1568 1,00
Fonte: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - PNAD Contínua - 2018

A PNAD Contínua é uma pesquisa domiciliar que, a cada trimestre, capta informações socioeconômicas e demográficas em cerca de 211 mil domicílios, em aproximadamente 16 mil setores censitários, distribuídos em cerca de 3,5 mil municípios.