IBGE divulga quadro geográfico de referência para estatísticas

Editoria: Geociências

02/05/2019 10h00 | Última Atualização: 15/05/2019 10h25

O IBGE divulga hoje o Quadro Geográfico de Referência para Produção, Análise e Disseminação de Estatísticas, uma referência nacional estruturada para relacionar as informações estatísticas das pesquisas com os correspondentes recortes territoriais. Esses recortes podem ter sido produzidos pelo próprio IBGE, por outras instituições, ou serem oriundos de legislações. Seu objetivo principal é fornecer aos usuários um referencial espacial coerente para acesso, visualização, análise e compreensão das estatísticas oficiais do Brasil, de forma comparável e espacialmente integrada. A iniciativa fortalece a integração entre as áreas de Estatísticas e as Geociências do IBGE, além de alinhar o Instituto com projetos internacionais. Clique aqui para saber mais sobre a publicação.

Mapa dos Municípios e suas relações com outros recortes: Grandes Regiões, Unidades da Federação e Capitais

O Quadro é composto por dois grandes grupos: recortes territoriais legais publicados pelo IBGE e recortes territoriais institucionais do IBGE. Separar os recortes legais dos recortes institucionais garante que o instituto possa fornecer informações tanto em áreas estatísticas específicas quanto em áreas administrativas importantes, garantindo a confidencialidade, a precisão e a relevância dos dados produzidos.

Os recortes legais incluem: Grande Região, Estado, Município, Região Metropolitana, Amazônia Legal, Área de atuação da SUDENE, Região Semiárida, Área Urbana, Área Rural e Terra Indígena. Já nos recortes institucionais constam o Setor Censitário, Endereço, Aglomerado Subnormal, Concentração Urbana, Grade Estatística e Regiões Geográficas.

Além do cruzamento de informações estatísticas com recortes geográficos, a proposta é de que o usuário possa compreender o processo de formação de cada recorte, bem como recuperar as diversas versões de determinado recorte no tempo. Para cada recorte considerado, são apresentadas as seguintes informações básicas:

• Ciclo de atualização - Período no qual o recorte é atualizado, podendo ser anual, decenal ou sazonal. Exemplo: Municípios são atualizados a cada ano, com eventuais ajustes nos limites e nas denominações;

• Ano de referência do último recorte divulgado - Ano em que foi realizada a última atualização do recorte;

• Quantitativo de unidades do recorte - Número efetivo de recortes gerados. Exemplo: Existem, atualmente, 505 Terras Indígenas no Brasil;

• Próxima divulgação - Data futura em que ocorrerá a próxima divulgação do recorte;

• Quantitativo de Municípios relacionados - Quantidade de Municípios que contém o recorte referido. Exemplo: Áreas de Divulgação para Aglomerado Subnormal ocorrem, atualmente, em 87 Municípios; e

• Publicação/legislação de referência - Documento ou legislação que embasa o recorte: Exemplo: Área de Ponderação encontra-se documentada na publicação Metodologia do Censo Demográfico 2010.

A publicação é composta, ainda, de um anexo com os códigos de situação e tipo dos setores censitários.