08/06/2018 | Última Atualização: 08/06/2018 09:00:00

Índice Nacional da Construção Civil varia 0,55% em maio

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) variou 0,55% em maio, a maior taxa de 2018, ficando 0,29 ponto percentual (p.p.) acima dos 0,26% registrados em abril. 

O acumulado no ano foi de 1,53%. Já o acumulado dos últimos 12 meses foi de 3,87%, acima do registrado nos 12 meses imediatamente anteriores (3,61%).

Em maio de 2017, o índice foi de 0,30%.

As tabelas com/sem desoneração da folha de pagamento de empresas do setor da construção civil estão à direita desta página.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em abril havia sido de R$ 1.077,16, subiu para R$ 1.083,13 em maio, sendo R$ 555,64 relativos aos materiais e R$ 527,49 à mão de obra.

A parcela dos materiais variou 0,27%, uma alta de 0,13 p.p. em relação a abril (0,14%), e queda de 0,07 p.p. na comparação com maio de 2017 (0,34%).

A parcela da mão de obra variou 0,86%, com alta de 0,49 p.p. frente ao mês anterior (0,37%). Na comparação com maio de 2017 (0,26%), o aumento foi mais significativo: 0,60 p.p..

De janeiro a maio, os acumulados foram de 1,95% (materiais) e de 1,11% (mão de obra). Os acumulados em 12 meses ficaram em 3,63% (materiais) e em 4,16% (mão de obra).

Sudeste registra maior variação mensal

Em maio, todas as grandes regiões apresentaram índices positivos, com destaque para o Sudeste (0,86%). Nas demais, as taxas foram de 0,51% no Nordeste, 0,28% no Norte, 0,21% no Sul e 0,13% no Centro-Oeste.

Os custos regionais, por metro quadrado, foram de R$ 1.072,16 no Norte, R$ 1.008,88 no Nordeste, R$ 1.133,68 no Sudeste, R$ 1.117,34 no Sul e R$ 1.091,76 no Centro-Oeste.

São Paulo tem a maior alta

Sob impacto do reajuste previsto em convenção coletiva, São Paulo foi o estado com a maior variação mensal (1,45%).

O Sinapi, criado em 1969, tem como objetivo a produção de informações de custos e índices de forma sistematizada e com abrangência nacional, visando a elaboração e a avaliação de orçamentos, como também acompanhamento de custos.