IBGE realiza ajustamento simultâneo da Rede Altimétrica de Alta Precisão

O IBGE publica em sua página na internet, nesta segunda-feira, 20 de junho, os dados atualizados da Rede Altimétrica de Alta Precisão (RAAP) do Sistema Geodésico Brasileiro (SGB)...

Editoria: Geociências

20/06/2011 09h01 | Última Atualização: 19/03/2018 14h19

O IBGE publica em sua página na internet, nesta segunda-feira, 20 de junho, os dados atualizados da Rede Altimétrica de Alta Precisão (RAAP) do Sistema Geodésico Brasileiro (SGB), resultado do ajustamento simultâneo de, aproximadamente, 69 mil estações, finalizado em  junho de 2011. Haverá uma apresentação para usuários às 10h, no Centro de Documentação e Disseminação de Informações (CDDI), na rua General Canabarro, 706, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ. As informações atualizadas da RAAP podem ser acessadas na página https://www.ibge.gov.br/home/geociencias/geodesia/altimetrica.shtm

O IBGE, além de retratar o Brasil por meio de informações estatísticas, também é responsável pelo estabelecimento do Sistema Geodésico Brasileiro (SGB). O sistema é formado por um conjunto de estações geodésicas, que fornecem informações oficiais e altamente precisas de latitude, longitude e altitude (essas últimas denominadas Referências de Nível – RRNN), que são de fundamental importância para subsidiar grandes obras de engenharia. As RRNN indicam o desnível entre dois pontos da superfície terrestre. Esse desnível é utilizado para saber, por exemplo, o "caminho" que a água vai percorrer e, por isso, é de fundamental importância para apoiar obras de irrigação, distribuição de água, construção de barragens, rodovias, projetos ambientais, de transporte, telecomunicações, saneamento básico, agricultura, ou seja, tudo referente a tomadas de decisão com relação à infraestrutura do país.

A Rede Altimétrica de Alta Precisão (RAAP), uma das integrantes do Sistema Geodésico Brasileiro, é uma rede composta por cerca de 69.000 RRNN, estabelecidas ao longo de estradas e rodovias, que fornecem a altitude em pontos no território nacional, a partir do nível médio do mar determinado em Imbituba (SC), no estado de Santa Catarina. Além da determinação de desníveis em campo, é necessária também a realização de uma série de análises e cálculos para extrair dos dados o melhor valor para a altitude de determinada RN, em um processo denominado ajustamento.

A RAAP passou por diversos processos de ajustamento, conforme seu desenvolvimento e as ferramentas de cálculos disponíveis a cada época. O último ajustamento aconteceu no início da década de 90, mas não foi simultâneo em toda a rede. No início de 2005, foi iniciado um ajustamento simultâneo, que foi concluído em junho deste ano.

O processo permitiu a determinação de novas altitudes para todas as RRNN, passando a incluir estações que anteriormente tinham valores preliminares e cerca de 12.000 cujos dados ainda não tinham sido processados. As diferenças entre os registros atualizados e as altitudes anteriores variaram até 71cm, valores que não interferem diretamente na vida cotidiana, mas são fundamentais para atividades e intervenções que necessitam de alto nível de precisão.