IBGE calcula nova altitude do Monte Roraima

Medições mais precisas, feitas com auxílio do GPS (sigla em inglês para Sistema de Posicionamento Global), em parceria com o Instituto Militar de Engenharia (IME), revelaram que o sétimo ponto mais alto do país é 5,24 metros menor do que se acreditava.

Editoria: Geociências

29/07/2005 09h31 | Última Atualização: 19/03/2018 14h39

        (Atualizado em 29/07/2005 às 16:36)

Medições mais precisas, feitas com auxílio do GPS (sigla em inglês para Sistema de Posicionamento Global), em parceria com o Instituto Militar de Engenharia (IME), revelaram que o sétimo ponto mais alto do país é 5,24 metros menor do que se acreditava. A campanha, realizada entre 24 e 26 de junho deste ano, foi a quarta e última expedição do Projeto Pontos Culminantes, que já atualizou as alturas de outros seis picos brasileiros. Veja abaixo a lista de altitudes antigas e novas.



Medir com precisão as montanhas mais altas do país é um projeto antigo e audacioso, que proporciona a atualização dos dados cartográficos em todo o território brasileiro, cuja descrição o mais precisa possível é uma das principais missões do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). As expedições começaram em 2004 e já tiveram resultados divulgados em setembro e dezembro daquele ano. Depois da campanha do Monte Roraima, não há previsão de novas idas a campo.

Monte Roraima é marco da fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana

O Monte Roraima é um imenso platô que surge no meio da floresta amazônica. Ele marca a tríplice fronteira, se estendendo pelos territórios venezuelano - onde está sua maior porção-, guianense e brasileiro - onde ficam 15% de sua área total e onde foi realizada a medição do pico mais alto. Segundo a lenda dos índios caribés, o monte é a morada do deus Macunaíma. Para proteger a região do pico, foi criado em 1989 o Parque Nacional do Monte Roraima.

No final do século 19, o botânico inglês Everard Im Thurn atingiu o topo do Roraima pela primeira vez. O relato da viagem teria servido de inspiração para o escritor Arthur Conan Doyle (criador do Sherlock Holmes) escrever o livro "O Mundo Perdido".