PIA PRODUTO 2015: diesel, carne bovina, automóveis e petróleo são os quatro principais produtos industriais do país

28/06/2017 10h00 | Última Atualização: 28/06/2017 11h11

Entre os 3.450 produtos investigados pela Pesquisa Industrial Anual – Produto (PIA Produto) do IBGE, os quatro principais (óleo diesel, carnes de bovinos frescas ou refrigeradas, automóveis de 1500 a 3000 cilindradas e óleos brutos de petróleo) geraram 9,9% da receita das vendas industriais em 2015, que foi de R$ 2,16 trilhões.

Em 2015, entre os 100 produtos com as maiores receitas, os três que mais ganharam participação no total das vendas industriais em relação a 2014 foram: artigos de plástico para embalagens, ligas de alumínio em formas brutas e tubos flexíveis e tubos trefilados de ferro e aço. Os três produtos que mais perderam participação foram caminhão-trator para reboques, veículos para transporte de mercadorias e tratores agrícolas.

O óleo diesel, principal produto industrial do país, também lidera nas regiões Nordeste, Sudeste e Sul. Na Região Norte, minérios de ferro e televisores lideram, enquanto na Região Centro-Oeste carnes de bovinos, farelos de soja e etanol são os principais produtos. Veja aqui a publicação da PIA Produto 2015.

A PIA Produto 2015 traz informações sobre as vendas de 3.450 produtos das cerca de 36 mil empresas industriais com 30 ou mais pessoas ocupadas e suas cerca de 55 mil unidades locais. O valor total de vendas desses produtos chegou a R$ 2,16 trilhões em 2015, e os setores com as maiores participações nessas vendas industriais foram: produtos alimentícios (16,9%), coque, derivados do petróleo e biocombustíveis (10,6%), produtos químicos (10,5%), veículos automotores, reboques e carrocerias (8,7%) e metalurgia (6,3%).

No ranking do total de vendas de 2015 (tabela abaixo), o óleo diesel manteve a liderança, com R$ 79,9 bilhões e participação de 3,7% no total, com carnes de bovinos frescas ou refrigeradas (R$ 49,1 bilhões e 2,3%) a seguir. Os quatro primeiros produtos desse ranking tiveram uma participação de 9,9% no valor de vendas industriais em 2015.

Brasil - 10 maiores produtos e/ou serviços industriais, segundo o valor de vendas - Brasil - 2014-2015

Descrição do Produto Ranking Nº Informa-ções em 2015 Valor de Vendas
2014 2015 2014 2015 Partici- pação em 2014 (%) Partici- pação em 2015 (%)
(mil reais nominais)  (mil reais nominais)
Óleo diesel 1 1 15 75.143.397 79.949.886 3,5 3,7
Carnes de bovinos frescas ou refrigeradas 4 2 389 42.157.132 49.109.320 1,9 2,3
Automóveis, jipes ou camionetas, de cilindrada entre 1.500 e 3.000 cm3 3 3 16 43.054.748 43.362.300 2,0 2,0
Óleos brutos de petróleo 6 4 45 41.191.878 40.806.624 1,9 1,9
Gasolina automotiva ou para outros usos, exceto para aviação 5 5 17 41.452.547 40.234.035 1,9 1,9
Álcool etílico (etanol) não desnaturado, para fins carburantes 8 6 298 31.735.997 39.006.310 1,5 1,8
Minérios de ferro e seus concentrados, exceto pelotizados ou sinterizados 2 7 49 49.806.044 35.767.960 2,3 1,7
Tortas, bagaços, farelos e outros resíduos da extração do óleo de soja 9 8 89 27.104.730 28.384.834 1,3 1,3
Cervejas e chope 10 9 90 23.199.178 26.059.238 1,1 1,2
Carnes e miudezas de aves congeladas 15 10 198 19.059.146 24.309.688 0,9 1,1
Demais produtos e serviços pesquisados     92.241 1.772.758.425 1.752.783.868 81,7 81,1
Total no Ano     93.447 2.166.663.221 2.159.774.061 100 100

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria, Pesquisa Industrial Anual - Produto 2014 / 2015

Em relação a 2014, os ramos industriais que mais perderam participação no total de vendas foram veículos automotores, reboques e carrocerias (-1,8 pontos percentuais), máquinas e equipamentos (-0,6 p.p.) e extração de minerais metálicos (-0,6 p.p.). Já os setores que aumentaram participação no período foram: produtos alimentícios (1,6 pontos percentuais), produtos químicos (0,7 p.p.) e coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (0,3 p.p.).

Artigos de plástico para embalagens, ligas de alumínio e tubos de ferro e aço foram os produtos que mais ganharam participação nas vendas industriais, em relação a 2014

Os 100 produtos industriais líderes em valor de vendas tiveram, em 2015, uma receita de R$ 1,12 trilhão ou 52,0% da receita total das empresas industriais com 30 ou mais pessoas ocupadas. Entre esses 100 produtos, os que mais ganharam posições no ranking, em relação a 2014, foram: artigos de plástico para embalagem, que passou da 124ª para a 86ª colocação; ligas de alumínio em formas brutas (de 129ª para 98ª); tubos flexíveis e tubos trefilados de ferro e aço (da 130ª para a 100ª); e chapas e tiras, de alumínio, de espessura superior a 0,2mm, que foi da 87ª para a 64ª (tabela abaixo).


Maiores ganhos de posição no ranking dos 100 maiores produtos e/ou serviços industriais, segundo o valor de vendas - 2014 / 2015

Código PRODLIST Descrição dos produtos Ranking Nº de informações Nº de posições ganhas 2014-2015 2014 2015
2014 2015 2014 2015 Valor de vendas
(1 000 R$ Nominais)
2222.2010 Artigos de plástico para embalagem, n.e. 124 86 230 231 38 3.038.553 4.125.258
2441.2110 Ligas de alumínio em formas brutas (lingotes, plaquetas, granalhas, etc.) 129 98 44 38 31 2.934.541 3.638.119
2439.2040 Tubos flexíveis e tubos trefilados de ferro e aço 130 100 58 60 30 2.883.519 3.571.879
0729.2040 Minérios de cobre e seus concentrados, em bruto ou beneficiados 75 52 7 7 23 4.808.993 6.852.164
2441.2045 Chapas e tiras, de alumínio, de espessura superior a 0,2mm 87 64 55 56 23 4.308.312 5.702.401
3316.9010 Serviço de manutenção e reparação de aeronaves, turbinas e motores de aviação 85 63 42 39 22 4.460.084 5.952.375
2591.2030 Latas de alumínio para embalagem de produtos diversos 73 55 23 20 18 4.856.937 6.461.936
1033.2050 Sucos concentrados de laranja 76 58 43 51 18 4.801.778 6.263.422
2412.2040 Ferronióbio 92 74 2 2 18 (x) (x)
2071.2060 Tintas e vernizes dissolvidos em meio aquoso, para construção 108 90 87 92 18 3.482.412 3.938.504

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria, Pesquisa Industrial Anual - Produto – 2014 / 2015

Já os quatro produtos que mais perderam posições desde 2014 foram: caminhão-trator (cavalo mecânico), para reboques e semirreboques (da 31ª para a 79ª posição); veículos para o transporte de mercadorias (camionetas, furgões, pick-ups, etc.) (da 29ª para a 61ª posição); tratores agrícolas, inclusive motocultores (da 57ª para a 81ª posição) e tubos, canos e perfis ocos de aço, com costura (da 65ª para a 88ª).

Produção de óleo diesel é destaque em três das cinco Grandes Regiões

Em 2015, na Região Norte, os três produtos com as maiores participações de receita de vendas industriais foram minérios de ferro e seus concentrados, em bruto ou beneficiados (9,5%), televisores (6,2%) e preparações em xarope para elaboração de bebidas (6,0%). No Nordeste, os três destaques foram óleo diesel (6,3%), automóveis de 1500 a 3000 cilindradas (3,6%) e óleo combustíveis (3,5%). No Sudeste, os três líderes foram óleo diesel (3,7%), óleos brutos de petróleo (3,3%) e automóveis de 1500 a 3000 cilindradas (2,3%). Já na Região Sul, estavam na liderança o óleo diesel (3,8%), as carnes e miudezas de aves congeladas (3,2%) e os automóveis com menos de 1000 cilindradas (2,3%). Finalmente, os líderes no Centro-Oeste eram carnes de bovinos frescas ou refrigeradas (14,0%), tortas, bagaços, farelos e outros resíduos da extração do óleo de soja (9,1%) e álcool etílico (etanol) (8,7%).