Nossos serviços estão apresentando instabilidade no momento. Algumas informações podem não estar disponíveis.

Produção pecuária

Abate de suínos e frangos cresce no 3º trimestre de 2021

Editoria: Estatísticas Econômicas | Cristiane Crelier

11/11/2021 09h00 | Atualizado em 29/12/2021 18h28

Abate de suínos cresceu 7,6% em relação ao 3° trimestre de 2020. - Foto: Ari Dias/AEN-PR

O abate de suínos aumentou 7,6% e o de frangos 1,2% no 3º trimestre de 2021, em relação ao mesmo período de 2020. Porém, o de bovinos recuou 11,1% nessa mesma comparação. Os dados são da Estatística da Produção Pecuária: Primeiros resultados, divulgada hoje (11) pelo IBGE.

No confronto contra o 2º trimestre deste ano, também houve redução no abate de bovinos, de 2,4%, enquanto o de suínos cresceu 5,1% e o de frangos 0,6%.

Já a produção de carcaças bovinas teve queda, de 9,4%, em relação ao mesmo trimestre de 2020, mas alta de 0,4% em relação ao trimestre anterior, com um total de 1,88 milhão de toneladas produzidas. Por outro lado, as carcaças de suínos e de frangos tiveram altas tanto na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior (8,5% e 4,1%, respectivamente) quanto frente ao trimestre imediatamente anterior (4,5% e 0,8%), somando 1,27 milhão de toneladas e 3,63 milhões de toneladas, respectivamente.

Aquisição de leite tem redução de 5,1% em relação ao mesmo período de 2020

A pesquisa também mostra que a aquisição de leite, de 6,19 bilhões de litros, teve uma queda de 5,1% em comparação ao 3º trimestre de 2020 e aumento de 6,4% em comparação 2º trimestre de 2021.

Além disso, os curtumes pesquisados mostraram uma retração de 15,4% em comparação ao 3° trimestre de 2020 e de 7,3% em relação ao trimestre anterior em relação à aquisição de couro, que ficou em 6,96 milhões de peças.

Na outra ponta, a produção de ovos de galinha reduziu 2,5% em relação ao mesmo trimestre de 2020, porém aumentou 0,8% frente ao 2° trimestre de 2021, totalizando 994,0 milhões de dúzias.

Os resultados consolidados das Estatísticas da Produção Pecuária, que trazem dados para as unidades da federação, serão divulgados em 8 de dezembro de 2021.