Padronização

IBGE atualiza Perfil de Metadados Geoespaciais do Brasil

Editoria: Geociências | Carlos Alberto Guimarães

19/05/2021 10h00 | Última Atualização: 19/05/2021 18h27

O IBGE lança hoje (19) a nova versão do Perfil de Metadados Geoespaciais do Brasil (Perfil MGB) . A atualização, desenvolvida em parceria com o Exército, atende à norma internacional de referência mais recente, a ISO 19115-1:2014. Com isso, os produtores de geoinformações do país passam a dispor de um documento com o que há de mais atual na padronização de metadados geoespaciais.

Os metadados são indispensáveis para o registro e catalogação de qualquer informação, e podem ser traduzidos como “dados sobre os dados”. Eles correspondem, por exemplo, ao conjunto de informações relativas ao levantamento, produção, qualidade e estrutura de armazenamento de dados, essenciais para promover sua documentação, integração e disponibilização, bem como possibilitar sua busca e exploração.

O produto publicado hoje visa à padronização dos metadados geoespaciais disponibilizados na Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE), que tem entre seus objetivos a catalogação, integração e harmonização de dados produzidos ou mantidos e geridos nas instituições de governo brasileiras – incluindo ministérios, universidades, agências reguladoras e outras.

#PraTodosVerem a foto mostra uma mão feminina segurando a capa da publicação. Ao fundo uma reprodução de imagem aérea.
Produzida em parceria com o Exército, publicação padroniza os metadados geoespaciais da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE) - Arte: Helga Szpiz/Agência IBGE Notícias

“A versão 2.0 do Perfil MGB é resultado de um esforço entre o IBGE e a Diretoria de Serviço Geográfico do Exército (DSG), realizado em conjunto desde 2019”, explica Taís Virgínia Gottardo, técnica do IBGE. O catálogo de metadados da INDE conta, atualmente, com mais de 40 mil metadados de conjuntos de dados, serviços e mapas, tendo como destaque a participação do IBGE, da DSG, do Instituto de Cartografia da Aeronáutica (ICA) e do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam). “Esse número pode ser ainda maior conforme outras instituições façam a adesão à INDE”, complementa Taís.

Esta versão atualizada compreende os diagramas dos pacotes de metadados do Perfil MGB e a atualização do dicionário de dados, das listas codificadas (codelists) e dos exemplos de documentação de metadados. Os esquemas XML correspondentes aos modelos (templates) do Perfil MGB atualizado serão disponibilizados no Portal da INDE <https://inde.gov.br/>, para uso pela comunidade de geoinformação do Brasil.

O Perfil MGB versão 2.0 entrará em vigor 60 dias após sua publicação. A partir de então, todos os metadados geoespaciais produzidos no país e disponibilizados por meio do Diretório Brasileiro de Dados Geoespaciais deverão observar este novo padrão para serem aceitos como válidos no âmbito da INDE – o que ocorrerá sem prejuízo dos metadados já divulgados em conformidade com a normativa anterior, do Perfil MGB 2009.