Cooperação internacional

IBGE sediará Hub Regional para Big Data e ciência de dados

Editoria: IBGE

08/04/2021 11h00 | Última Atualização: 28/04/2021 09h20

Brasil se juntará a um grupo seleto de países escolhidos para sediar hubs regionais de Big Data - Foto: Universidade de Londres

O IBGE e a Divisão de Estatística das Nações Unidas (UNSD) realizam nesta quinta-feira (8) cerimônia de assinatura de Memorando de Entendimento visando à implantação do Hub Regional para Big Data e ciência de dados no Brasil.

O Hub Regional servirá como plataforma de apoio a projetos no uso de Big Data e ciência de dados para as estatísticas oficiais e indicadores da agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), e promoverá múltiplas atividades, como o compartilhamento de conhecimento sobre métodos, algoritmos e ferramentas e ações de treinamento para a comunidade estatística na região da América Central e do Sul.

Com a iniciativa, o Brasil se juntará a um grupo seleto de países escolhidos para sediar hubs regionais de Big Data ao redor do mundo. Atualmente, há hubs instalados ou em fase de instalação na China, Emirados Árabes e Ruanda.

Na avaliação da presidente do IBGE, Susana Cordeiro Guerra, a escolha do Brasil e, especificamente do IBGE, para sediar o Hub regional, simboliza uma conquista importante da instituição: “A instalação do Hub no Brasil atesta o reconhecimento da excelência do IBGE pela comunidade estatística internacional. É também resultado do esforço estratégico empreendido pelo IBGE ao longo dos últimos 13 meses, período em que a instituição, em meio a um contexto de pandemia, conseguiu manter sua produção regular e ao mesmo tempo inovar e avançar em importantes linhas de ação, especialmente na área tecnológica. O Hub é de fundamental relevância para a agenda de modernização do IBGE, uma vez que os produtos e atividades desenvolvidos no projeto contribuirão para alavancar e transformar a produção estatística e geocientífica do país”.

A coordenação do Hub ficará sob responsabilidade da Escola Nacional de Ciências Estatísticas (ENCE) do IBGE, mas as atividades da plataforma abrangerão o esforço e a contribuição de diferentes áreas técnicas dentro do instituto.

“Trata-se de uma excelente oportunidade para a ENCE liderar esse processo, que contribuirá para o avanço no uso de Ciência de Dados e de Big Data em estatísticas oficiais, trazendo compartilhamento de conhecimento e inovação com setores do IBGE e parceiros institucionais da América Latina”, observa a Coordenadora-Geral da ENCE, Maysa S. de Magalhães.

A formalização para instalação do Hub ocorrerá através de Memorando de Entendimento, que será assinado pela presidente do IBGE e pelo Chefe da Divisão Estatística da ONU, Stefan Schweinfest.