RBG

Novo volume da Revista Brasileira de Geografia aborda uso sustentável do solo

Editoria: Geociências | Umberlândia Cabral

28/04/2020 10h00 | Última Atualização: 28/04/2020 10h00

#PraCegoVer ?
Artigo de capa discute os limites do uso sustentável do solo na Serra da Jiboia, no Recôncavo Baiano - Foto: Everton Luís Poelking

O IBGE lançou hoje (28) o segundo número do volume 64 da Revista Brasileira de Geografia (RBG). Com dois artigos e duas resenhas, a nova edição da revista aborda temas como uso sustentável de solos e relações luso-brasileiras no domínio da geografia.

O primeiro artigo da publicação, de autoria de professores pesquisadores da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), discute os limites do uso sustentável dos solos na Serra da Jiboia. “É bem importante contar com a contribuição regional feita por pesquisadores de lá. O IBGE tem esse papel de representar o Brasil e levantar as características da população em território. Então é bem significativo quando conseguimos incluir artigos fora do eixo Rio-São Paulo, quando conseguimos abranger o território nacional”, explica a técnica do IBGE Maria Lúcia Vilarinhos.

Os princípios da representação cartográfica da paisagem físico-geográfica são abordados no segundo artigo da publicação. É a última contribuição do professor José Mateo Rodrigues, da Universidad de la Habana, em Cuba, que faleceu pouco antes do lançamento do último número da RBG.

“As últimas contribuições dele abordavam o uso de novas tecnologias, principalmente de imagens de satélite, na identificação de processos socioambientais e como isso se tornou um instrumental importante na área de geomorfologia”, comenta Maria Lúcia. Felipe Mendes Cronemberger, da Coordenação de Geografia do IBGE, e Raul Sanchez Vicens, da Universidade Federal Fluminense (UFF), são co-autores do trabalho.

A resenha escrita pelo professor Roberto Lobato Corrêa registra os 50 anos do lançamento de Geography perspective on urban systems, organizado por Brian Berry e Frank Horton. O livro é considerado um clássico da geografia urbana e marcou a formação de pesquisadores dessa área em todo o mundo.

Já a segunda resenha, de autoria de Diogo Gaspar Silva, aborda o livro Saberes geográficos e geografia institucional: relações luso-brasileiras no século XX, de Francisco Roque de Oliveira e Daniel Paiva. A resenha faz parte de um esforço de se promover uma maior interação entre as escolas de pensamento geográfico do Brasil e de Portugal.

Com edição do IBGE, a RBG é uma publicação científica digital com dois lançamentos por ano, em abril e em setembro. A submissão de trabalhos é contínua e está aberta a pesquisadores de instituições nacionais e internacionais, inclusive do IBGE.