Painel Memória

Evento comemora 80 anos da Biblioteca do IBGE

Editoria: IBGE | Maria Heloisa Azevedo (estagiária), sob supervisão de Adriana Saraiva

27/08/2019 11h20 | Última Atualização: 03/09/2019 11h34

Com um acervo de 80 mil documentos, a Biblioteca do IBGE é pioneira na automação de acervo no país - Acervo IBGE

Em comemoração aos 80 anos da Biblioteca do IBGE, será realizado, nesta sexta-feira (30/08), às 14 horas, o VIII Painel Memória IBGE: Bibliotecas do IBGE, no auditório do Centro de Documentação e Disseminação de Informações (CDDI), no Maracanã (RJ). A Biblioteca pode ser acessada aqui.

Segundo a gerente do setor, Cláudia Prado, o evento percorrerá oito décadas de história e promoverá o debate sobre os serviços prestados pela Rede de Bibliotecas do IBGE à população, que está presente em todos os estados. “A biblioteca passou por grandes transformações desde a fusão da biblioteca do Conselho Nacional de Estatística com a do Conselho Nacional de Geografia até o processo de digitalização do seu acervo”, explica.

O historiador do IBGE, Leandro Malavota, ressalta que o setor é pioneiro na automação de acervos no país e vem se modernizando para atender e facilitar as demandas de usuários internos - funcionários e servidores - e da população. “É possível encontrar praticamente todo nosso material no portal do IBGE. Por exemplo, nós temos digitalizado o primeiro Censo de 1870. Trinta anos atrás todos os interessados em pesquisar esse material tinham que vir aqui. Hoje isso não é mais preciso”, afirma.

As consultas ao acervo no portal do IBGE na internet contabilizam mais de um milhão de acessos por ano. Mesmo assim, segundo Cláudia, a informatização de acervos físicos não reduziu a importância da biblioteca e o trabalho do bibliotecário.

Leandro concorda que o bibliotecário foi indispensável nesses 80 anos de história. “A informação só pode ser acessada pelo usuário uma vez que ela é sistematizada e organizada. Quem faz isso é o bibliotecário. Ele é um profissional da informação extremamente importante”, destaca.

O professor de Biblioteconomia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Gustavo Saldanha, que participará do Painel, também é usuário da biblioteca. “Impressiona muito o tamanho da rede de bibliotecas do Instituto. Sua relevância histórico-cultural e a adaptação tecnológica aproximam-na das melhores bibliotecas universitárias do país”, ressalta.

Durante o evento, será lançado o livro Bibliotecas do IBGE: 80 anos de Disseminação e Democratização de Informações sobre o Brasil, 25º volume da Série Memória Institucional.

“O Painel é uma oportunidade para o reconhecimento e a valorização do trabalho desempenhado por todos servidores e funcionários que fizeram parte destes 80 anos de história”, conclui Leandro.


Palavras-chave: IBGE, Biblioteca, Acervo.