21/01/2019 | Última Atualização: 21/01/2019 11:57:51

Seminário Internacional

Pesquisadores analisam mudanças e tendências populacionais na ENCE

Editoria: IBGE

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas (ENCE) organizou, na última quinta-feira, o seminário Tendências Demográficas, que recebeu dois pesquisadores de importantes centros universitários estrangeiros. A norte-americana Marta Tienda, professora e ex-diretora do departamento de pesquisas populacionais da Princeton University, e o espanhol Luís Ayuso, professor titular da Universidade de Málaga, estiveram na instituição de ensino vinculada ao IBGE para trocar experiências sobre seus países.

Especialista em demografia, Marta Tienda abordou a crescente diversidade étnica nos Estados Unidos e seus efeitos na economia, além da desigualdade entre grupos da sociedade norte-americana. O seminário Transcendência econômica del câmbio demográfico: advertências para y desde Los Estados Unidos ainda teve como assuntos o envelhecimento populacional, assim como o bônus demográfico e as oportunidades e riscos previstos para o futuro de seu país.

Para Marta Tienda, uma estrutura etária favorável nem sempre traz vantagens para a sociedade.
Foto: Rodrigo Paradella/Agência IBGE Notícias

Tienda citou exemplos de outros países para mostrar que os efeitos de uma estrutura etária favorável não necessariamente se concretizam em vantagem para a sociedade. “O impulso econômico pelo bônus demográfico não é automático ou garantido, requer investimentos em políticas públicas”, pontuou. Ela ilustrou sua afirmação com dados sobre o aumento dos investimentos americanos em educação durante a formação da geração do Baby Boom, os nascidos nos anos imediatamente posteriores ao fim da Segunda Guerra Mundial.

O espanhol Luís Ayuso, por sua vez, apresentou sua pesquisa El impacto de las TIC en las nuevas formas de sociabilidad familiar: El caso de España, sobre os efeitos das novas tecnologias na convivência familiar. Entre outros temas, Ayuso abordou o suposto distanciamento de pais e filhos pelas novas mídias, assim como as mudanças nos relacionamentos amorosos.

Luís Ayuso analisou os impactos das tecnologias no relacionamento entre as gerações.
Foto: Rodrigo Paradella/Agência IBGE Notícias

Um dos responsáveis pela organização do evento, o Coordenador da Pós-Graduação da ENCE, Cesar Augusto Marques, ressaltou a troca de experiências com pesquisadores de outros países. “Neste caso, surgiu a oportunidade de recebermos duas pessoas com muita experiência com temas centrais na demografia. Essa discussão dentro de uma ótica internacional, mesmo que não seja voltada especificamente para o Brasil, permite que a gente possa pensar de uma forma ampla em um contexto de globalização e de fenômenos sociais que mudam rapidamente. São temas que nos impulsionam a pensar comparativamente em relação ao mundo”, explicou.

Já a Diretora da ENCE, Maysa Sacramento, valorizou as novas ideias trazidas pelos pesquisadores e as possibilidades abertas por um relacionamento mais próximo com instituições internacionais. “É importante trazer novas ideias, novos projetos. Faz as pessoas verem o que está acontecendo no mundo para relacionarem com o que está aqui. Embora uma apresentação tenha sido sobre os Estados Unidos e outra, sobre a Espanha, existem similaridades com nosso país”, lembrou Maysa.

“Os alunos de mestrado e doutorados puderam ver esses novos estudos e o que está acontecendo no mundo. Além disso, eles tiveram a oportunidade de estabelecer uma relação com esses pesquisadores e talvez possam fazer projetos com eles, já que temos a oportunidade de bolsas para isso. Ou seja, portas se abrem”, encerrou a diretora da ENCE.


Repórter: Rodrigo Paradella
Imagem: Licia Rubinstein/Agência IBGE Notícias e Rodrigo Paradella/Agência IBGE Notícias