10/01/2019 | Última Atualização: 10/01/2019 11:25:32

Agricultura

Previsão da safra deste ano é 3,1% maior que a de 2018

A terceira estimativa para a safra de grãos aponta que a produção agrícola deve somar 233,4 milhões de toneladas em 2019, 3,1% maior que a do ano passado. A área a ser colhida também deve aumentar, 2,1%, e totalizar 62,2 milhões de hectares. As informações são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado hoje pelo IBGE.

Com essa previsão, a colheita de grãos deste ano deve ser a segunda maior da série histórica, iniciada em 1975. O recorde continua sendo em 2017, cuja produção totalizou 240,6 milhões de toneladas.

Dentre os principais produtos, o milho, com aumento na produção estimado em 8,4%, deve responder por boa parte do crescimento da safra em 2019, segundo destaca o gerente da pesquisa, Carlos Alfredo Guedes.

“Em 2019, espera-se aumento na área plantada do milho, principalmente na segunda safra, já que, nos principais estados produtores, as chuvas chegaram mais cedo, permitindo o plantio antecipado da primeira safra. Além disso, os preços ao produtor também estão mais atrativos que no ano passado”, explica.

A estimativa também apontou aumentos na produção de soja, 0,8%, e no algodão herbáceo, 6,6%. Por outro lado, são esperadas quedas no arroz, -4,8%, e na primeira safra do feijão, -8%.

Produção de grãos em 2018 deve ser 5,9% menor que a 2017

A estimativa de dezembro para a safra nacional de grãos em 2018 totalizou 226,5 milhões de toneladas, 5,9% inferior à obtida em 2017. Dos principais produtos, houve quedas de 18,3% na colheita do milho e de 5,8% do arroz, enquanto a safra da soja aumentou 2,5%.

 

A expectativa da área total a ser colhida também caiu e alcançou 60,9 milhões de hectares, uma queda de 0,4% frente a 2017. Entre os estados, o Mato Grosso é líder na produção nacional de grãos, com uma participação de 26,9%, seguido pelo Paraná, com 15,5%, e Rio Grande do Sul, 14,6%. Juntos, os três estados respondem por 57% da safra nacional.


Repórter: João Neto
Imagem: Licia Rubinstein/Agência IBGE Notícias