30/11/2018 | Última Atualização: 30/11/2018 09:00:00

Contas Trimestrais

Serviços puxam alta de 0,8% do PIB no terceiro trimestre

O PIB cresceu 0,8% no terceiro trimestre ante o segundo trimestre de 2018. Os dados das Contas Trimestrais, divulgados hoje pelo IBGE, indicam altas de 0,7% na agropecuária, 0,5% nos serviços e 0,4% na indústria. Nas demais comparações, as variações foram de 1,3% em relação ao mesmo período de 2017, 1,4% no acumulado em quatro trimestres e 1,1% no acumulado de janeiro a outubro de 2018.

“Apesar de a agropecuária ter apresentado o maior crescimento, foram os serviços que mais influenciaram a taxa, já que são o setor de maior peso no PIB”, explicou a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis. 

Todas as atividades de serviços cresceram entre o segundo e o terceiro trimestre, com destaque para transporte, armazenagem e correio, que tiveram alta de 2,6%. “Esse crescimento tem a ver com a greve dos caminhoneiros, um efeito de compensação após a paralisação ocorrida no segundo tri”, disse Rebeca. A pesquisadora destacou ainda o crescimento do comércio, alinhado ao aumento do consumo das famílias.

#praCegoVer Gráfico do PIB e seus subsetores, comparando o 3º trimestre de 2018 com o 2º trimestre de 2018

Na agropecuária, o destaque ficou por conta do café e do algodão, que tiveram crescimento na estimativa de produção anual e ganho de produtividade, suplantando o fraco desempenho de culturas como cana de açúcar, mandioca, laranja e milho.

Entre as atividades industriais, o setor de transformação cresceu 0,8%, enquanto o extrativo e a construção tiveram alta de 0,7%. Já a atividade de eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos foi a única a apresentar resultado negativo, de -1,1%.

Demanda interna contribui para crescimento do PIB

O consumo das famílias e do governo cresceram, respectivamente, 0,6% e 0,3% nesta comparação, enquanto os investimentos (formação bruta de capital fixo) subiram 6,6%. Em relação ao setor externo, as exportações de bens e serviços aumentaram 6,7%, enquanto as importações de bens e serviços cresceram 10,2% em relação ao segundo trimestre de 2018.

“Na ótica da demanda, o destaque foi a demanda interna, já que o setor externo contribuiu negativamente, uma vez que as importações cresceram mais que as exportações”, disse Rebeca.

Em valores correntes, o PIB no terceiro trimestre de 2018 alcançou R$ 1,716 trilhão, sendo R$ 1,464 trilhão referente ao valor adicionado a preços básicos e R$ 252,2 bilhões aos Impostos sobre produtos líquidos de subsídios.


Repórter: Irene Gomes
Imagem: Pixabay
Arte: Marcelo Barroso