26/06/2018 | Última Atualização: 26/06/2018 10:06:29

Relações internacionais

IBGE assina acordos de cooperação com México e União Europeia

Editoria: IBGE

#praCegoVer Roberto Olinto Ramos (dir.), presidente do IBGE, e Julio Santaella assinam acordo de cooperação técnica

Representado pelo presidente Roberto Olinto, o IBGE assinou, na última semana, acordos de cooperação técnica com os institutos de estatística do México (INEGI) e da União Europeia (Eurostat). A formalização dos pactos foi feita entre a 66ª Sessão Plenária da Conferência dos Estatísticos Europeus (CES) e 15ª Sessão do Comitê de Estatísticas e Políticas Estatísticas da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (CSSP-OCDE).

“Essas parcerias fazem parte da política de inserção internacional do IBGE. Temos mais de 20 parcerias com institutos de estatística de outros países”, explicou o assessor de relações internacionais do IBGE, Roberto Sant’Anna.

A cooperação com o Instituto Nacional de Estadística y Geografía do México (INEGI) foi assinada com a presença do presidente do órgão mexicano, Julio Santaella. O objetivo é que os dois institutos possam trocar experiências sobre a integração entre estatística e geografia, aspecto em que os dois são referência no mundo.

“O presidente do INEGI propôs a parceria em uma reunião e aceitamos na hora. É uma parceria muito importante, porque, além de ser um destaque na América Latina, o México entrou na OCDE, como estamos tentando. E o fato do México ser o outro grande país do mundo com a reunião da estatística e da geografia nos torna uma vanguarda nesse assunto. Quando discutimos essa integração, esses dois institutos são fundamentais (IBGE e INEGI)”, explica Sant’Anna.

O compromisso prevê a troca de conhecimentos em áreas como funcionamento do Sistema Estatístico Nacional, Censos, segurança e qualidade dos dados, monitoramento dos Indicadores de desenvolvimento sustentável, articulação entre geografia e estatística, entre outras práticas, através de assessorias, estágios, intercâmbios e capacitação, assim como o intercâmbio de informações em geral.

União Europeia lidera discussão metodológica

Enquanto o México tem papel importante na discussão sobre integração entre estatística e geografia, a parceria com o Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) tem como principal ganho a troca de informações sobre a elaboração de um marco legal para a estatísticas, além de ser um líder no debate sobre metodologia em pesquisas.

“O principal junto ao Eurostat é a questão do marco conceitual, da lei estatística. O Eurostat é fundamental nesse sentido. Eles têm uma proposta de lei estatística para a União Europeia que está sendo discutida, é moderna e atualizada. Além de outros benefícios, pois estão na linha de frente na questão metodológica”, explica Sant’Anna.

#praCegoVer Roberto Olinto, presidente do IBGE, e Marina Kotzeva assinam acordo entre o IBGE e o Eurostat
Roberto Olinto, presidente do IBGE, e Marina Kotzeva assinam acordo entre o IBGE e o Eurostat

A assinatura contou com a presença da diretora geral do Eurostat, Marina Kotzeva e tem como objetivos promover a coordenação e a cooperação no desenvolvimento de estatísticas oficiais, aumentar as trocas entre os serviços estatísticos e apoiar e promover as melhores práticas nas estatísticas oficiais, através do Intercâmbio de informações estatísticas.

“Temos outras parcerias com vários países da América Latina e da África, principalmente. O grande destaque são as parceiras na área de censo. Os centros de referência na África mostram a importância desse programa de parcerias, que segue a recomendação do governo federal. A ideia é que busquemos mais parcerias e cooperação em todas as áreas. Não estamos no mundo sozinhos, é com essas parcerias que avançaremos”, encerra Sant’Anna.

#praCegoVer Roberto Olinto, presidente do IBGE, participa da 66ª Sessão Plenária da Conferência dos Estatísticos Europeus (CES)
Roberto Olinto, presidente do IBGE, participa da 66ª Sessão Plenária da Conferência dos Estatísticos Europeus (CES)

Repórter: Rodrigo Paradella
Imagem: OCDE
Arte: Marcelo Barroso