Entre os seis segmentos de serviços pesquisados, apenas um apresentou alta em julho 13/09/2017

Editoria: Estatísticas Econômicas Produto: Pesquisa Mensal de Serviços

O segmento de Serviços prestados às famílias (hotéis, restaurantes, atividades esportivas e outros) foi o único a crescer (0,9%) em julho frente ao mês anterior. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada hoje pelo IBGE, que registrou uma queda de 0,8% no volume de serviços em relação a junho, após ter tido alta de 1,3%. A taxa acumulada no ano é de -4,0% e, em 12 meses, -4,6%.

O gerente Roberto Saldanha explica um dos aspectos que influenciaram os resultados da PMS: “Julho foi o último mês para saque das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), portanto podemos considerar que a melhora na renda das famílias contribuiu para o aumento no consumo de serviços”.

Enquanto os Serviços prestados às famílias cresceram, as Atividades turísticas tiveram queda de 2,1% em relação a junho, e de 5,0% na comparação a julho de 2016. Apesar de julho ser um período de férias escolares, o que estimularia as viagens e as hospedagens no país, Saldanha ressalta que “esse segmento está com um histórico predominantemente negativo, entre outros motivos, por causa da inflação no preço das passagens aéreas em julho”.

No âmbito regional, na comparação com junho, as Atividades turísticas tiveram crescimento em Goiás (4,2%), Ceará (3,8%), Santa Catarina (3,3%), Pernambuco (2,1%), São Paulo (0,6%) e Paraná (0,3%). As quedas desse segmento ocorreram no Distrito Federal (-3,6%), Espírito Santo (-3,5%), Rio de Janeiro (-3,1%), Bahia (-2,0%), Minas Gerais (-1,6%) e Rio Grande do Sul (-1,3%).

Texto: Pedro Renaux
Imagem: Pixabay
Gráfico: Valberto Cabral