Revista Retratos

Reserva Ecológica do IBGE: um laboratório vivo no Cerrado

Editoria: Revista Retratos, IBGE | Mônica Marli

05/09/2017 14h00 | Atualizado em 12/07/2019 11h25

Pesquisadores do Instituto, em parceria com cientistas do Brasil e do mundo, usam a Reserva Ecológica do IBGE (Recor) para desenvolver estudos que buscam entender o funcionamento do Cerrado sem muita interferência humana.  Os resultados obtidos são comparados com trabalhos semelhantes feitos em áreas desse mesmo bioma, mas que foram transformadas por ações como a agricultura, o reflorestamento e a criação de represas, por exemplo. Os dados produzidos a partir desse confronto servem como subsídios para políticas públicas que aliam desenvolvimento e preservação.

No vídeo abaixo, o pesquisador do IBGE e gerente da Reserva, Mauro Lambert, conta a história dessa unidade de conservação ambiental, criada em 1975. E para saber mais sobre a Recor, confira a matéria publicada na edição deste mês da Revista Retratos.

Imagem: Licia Rubinstein