31/08/2017 | Última Atualização: 01/09/2017 18:24:58

IBGE divulga novo volume da Revista Brasileira de Geografia

Editoria: Geociências

O IBGE lançou hoje o primeiro número do volume 62 da Revista Brasileira de Geografia (RBG). Nesta edição, o conteúdo foi elaborado por pesquisadores do departamento de Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), da Universidade de Campinas (Unicamp) e da Universidade de Lisboa. Para a tecnologista do IBGE, Maria Lúcia Ribeiro Vilarinhos, a revista é um canal do instituto com a agenda acadêmica e científica: “A RBG é uma das mais antigas e respeitadas publicações técnico-científicas brasileiras na área de Geografia”, ressalta.

Casa de pequeno produtor da frente de expansão. Uma das imagens que ilustram o artigo de Scott William Hoefle.

No artigo Representações (Geo)gráficas: Notas e exemplos, Roberto Lobato Corrêa, da UFRJ, apresenta uma discussão sobre a importância dos gráficos como recurso de entendimento e de interpretação dos fenômenos espaciais. Também da UFRJ, Scott William Hoefle mostra em seu artigo –  A fronteira agrícola na Amazônia do século XXI: Identidade regional, sistema agrícola, ética ambiental e modo de vida rural – uma pesquisa sobre os diversos produtores rurais do oeste do Pará e do sul do Amazonas. O estudo, desenvolvido entre 1997 e 2013, contribui para o debate sobre o processo de ocupação da Amazônia a partir das origens de seus agentes.

Rodrigo Dutra Gomes, da UFPE, e Antonio Carlos Vitte, da Unicamp, em As incertezas científicas e a Geografia trazem uma reflexão sobre a maneira como os avanços científicos dos séculos XIX e XX impactaram o pensamento geográfico, principalmente em relação às incertezas no conhecimento e funcionamento da natureza. Além dos artigos, a revista conta com a resenha Uma perspectiva ibérica, de Ricardo Coscurão, da Universidade de Lisboa, elaborada a partir da tradução de dois capítulos – sobre Portugal e Galiza – de obra Nouvelle Géographie Universelle, do geógrafo francês Elisée Reclus.

A publicação traz ainda uma entrevista do pesquisador Jorge Xavier da Silva, pioneiro na implantação e difusão do geoprocessamento em vários departamentos de geografia de universidades brasileiras. Nela, ele conta episódios de sua carreira, principalmente para o projeto RADAM-Brasil, que levantou diversos dados geográficos nas décadas de 1970 e 1980.

Criada pelo IBGE em 1939, a RBG foi publicada regularmente até 2006 e, após um hiato de dez anos, foi retomada no ano passado com formato digital e periodicidade semestral. Os pesquisadores interessados em apresentar seus trabalhos devem acessar o site da revista para submissão dos artigos.

Texto: Pedro Renaux e Diane Dias (estagiária)
Imagens: Daiane de Paula Ciriáco e Scott William Hoefle