Carros e caminhões freiam indústria em junho, mas aceleram no longo prazo 01/08/2017

Editoria: Estatísticas Econômicas Produto: Pesquisa Industrial Mensal Produção Física – Brasil

Apesar da estabilidade registrada na indústria nacional em junho após dois meses de variação positiva, metade das atividades analisadas teve resultados negativos na comparação com maio. É o que revelou a Pesquisa Industrial Mensal, divulgada hoje pelo IBGE. A desaceleração na passagem de um mês para o outro ocorreu em função das quedas em veículos automotores (-3,9%), derivados do petróleo (-1,7%) e produtos farmacêuticos (-9,2%).

 

Já na análise de longo prazo, a indústria automotiva vem puxando resultados positivos, tanto na comparação com o ano passado, quanto no índice acumulado no primeiro semestre deste ano. “A produção de automóveis, caminhões e carrocerias sofreu uma retração na demanda doméstica, mas tem ocorrido uma busca bem-sucedida pelos mercados internacionais, que ajuda a diminuir os estoques”, explica André Macedo, gerente da pesquisa, para quem as exportações ajudaram a sustentar a produção nos últimos meses. “Também é importante lembrar que o patamar de 2016 foi marcado por perdas significativas no setor, o que gera uma base de comparação mais baixa e, consequentemente, uma variação positiva”, conclui.

Texto: Eduardo Peret

Imagens: J.C. Rodrigues  / Portal Brasil

Gráfico: J. C. Rodrigues